Os russos ajoelham diante dos santos da sua devoção pedindo apoio para a sua selecção. Dado que os espanhóis também são dados a estas “interferências”, logo à noite o “céu” vai andar num reboliço… divino.

O melhor é sair debaixo, não nos vá cair em cima. Várias dioceses da Igreja Ortodoxa Russa decidiram realizar serviços religiosos com vista a apoiar a selecção russa de futebol, que hoje joga frente à Espanha a meia-final do Euro’2008.

A vitória dos futebolistas russos permitirá à selecção participar pela primeira vez na final da competição. “Grande parte dos nossos paroquianos rezam pelo êxito dos futebolistas russos. E os próprios sacerdotes, como eu, por exemplo, realizam serviços religiosos”, disse à agência “Interfax” o padre Vladimir Zaitsev, da Paróquia de Santo Inocêncio, em Ekaterimburgo. Segundo esse sacerdote, a vitória da selecção russa será “uma boa acção”. “Irei ver o jogo em casa e, se os nossos vencerem, iremos realizar uma missa de acção de graças amanhã de manhã. Claro que ela deveria ser realizada apenas no fim do campeonato, mas os êxitos já alcançados pelos futebolistas russos são já dignos de um agradecimento”, acrescentou.

Serguei Gontcharov, porta-voz do bispo de Balnaul e Altai, diocese do sudeste da Rússia, reconhece que nas paróquias não se estão a realizar serviços religiosos especiais pela vitória dos jogadores russos, mas acrescenta que “os paroquianos entregam no altar bilhetes com nomes de jogadores da selecção da Rússia”. “Claro que os sacerdotes rezam pela saúde das pessoas cujos nomes estão escritos nos bilhetes, ou seja, pela nossa equipa”, acrescentou.

Na Diocese da Sacalina do Sul e Curilhas, no Extremo Oriente da Rússia, foi decidido rezar uma missa, na Catedral da Ressurreição, na véspera do jogo pela vitória da selecção russa. Os hierarcas superiores da Igreja Ortodoxa Russa estão reunidos num Concílio Episcopal em Moscovo, mas também irão assistir ao jogo das meias-finais do Euro’2008, informam os meios de comunicação russos.

A União dos Cidadãos Ortodoxos, organização nacionalista, considera também ser de extrema importância apoiar com orações o jogo da selecção. “Todo o país deve orar pela vitória da selecção da Rússia”, apela Kirill Frolov, dirigente dessa organização.

As autoridades russas proíbem a instalação de ecrãs televisivos gigantes nas praças das cidades, porque receiam que as transmissões terminem em desordens de rua, como sucedeu durante o Mundial’2002, quando a Rússia foi eliminada pelo Japão. Então, centenas de apoiantes da selecção russa, descontentes com a derrota da sua equipa, incendiaram numerosas viaturas no centro de Moscovo, tendo os confrontos provocado mortos e feridos. Os lugares nos bares onde os moscovitas podem assistir aos jogos de futebol estão completamente esgotados e a polícia toma medidas especiais de segurança para evitar confrontos. Durante o jogo, mais de quatro mil agentes de segurança irão manter a ordem na capital russa.

Fonte: O Jogo Online