A guerra de cartéis do tráfico de drogas no México matou mais de 6,2 mil pessoas em 2008. E os criminosos pedem proteção aos céus. O ‘intermediário’ é San Jesus Malverde, reverenciado há um século no México e que agora virou moda nos EUA, levado por imigrantes mexicanos ilegais.

A lenda, não reconhecida pela Igreja, diz que Jesus era uma espécie de ‘Robin Hood’ mexicano, que tirava dos ricos para dar aos pobres, até que a polícia o matasse, em 1909, segundo o sociólogo canadense James H. Creechan, que dá aulas na Universidade Autônoma de Sinaloa, estado de origem de Jesus Malverde.

Apesar de existir por mais de um século, a lenda de Malverde ganha popularidade no momento em que a guerra dos cartéis mexicanos entra numa fase crítica, despertando grande preocupação mundial, inclusive na administração do presidente norte-americano, Barack Obama.

No ano passado, o número de vítimas cresceu 100% em relação ao anterior e, até abril deste ano, 1,1 mil pessoas morreram em crimes relacionados às disputas entre traficantes.

Enquanto isso, a imagem do ‘santo’ vira ícone pop: está sendo estampada em camisetas, adesivos para carros e até rótulos de detergente, entre outros itens. Recentemente, a cervejaria mexicana Minerva lançou a cerveja Jesus Malverde. Sem esquecer do gole para o santo, naturalmente.

Fonte: O Dia online