O jogador Ricardo Oliveira, que é pastor evangélico, comandou os atletas na festa e convidou uma banda gospel.

A comemoração do Santos Futebol Clube pela conquista do 21º título do clube no Campeonato Paulista foi bem diferente do padrão para times de futebol: sem “periguetes” e com música gospel.

O jogador Ricardo Oliveira, que é pastor evangélico, comandou os atletas na festa e convidou uma banda de música gospel para tocar em um dos salões do estádio Vila Belmiro.

[img align=left width=300]http://i1.wp.com/noticias.gospelmais.com.br/files/2015/05/santos-campeao-paulista-2015-e1430833274939.jpg[/img]O portal Uol fez uma comparação entre a festa desse ano e a de 2012, quando Neymar (também evangélico) ainda jogava pelo clube, e promoveu uma festa com lista fechada e 10 mulheres para cada homem convidado.

“É uma grande porta que se abre, estamos em evidência, numa vitrine. Não podíamos deixar de agradecer a Deus publicamente [na festa]. Essa [futebol] é uma ferramenta para nós”, afirmou Ricardo Oliveira, artilheiro da competição e eleito craque do campeonato.

Embora a festa tenha acontecido ao som de música gospel, havia cerveja para os convidados que não são evangélicos. Entre os presentes, dirigentes do clube e comissão técnica, além de familiares e amigos dos jogadores.

O atacante Robinho esteve presente com sua esposa e filhos, assim como Ricardo Oliveira, Gabriel Barbosa e Gustavo Henrique, que também levaram suas famílias para a festa.

Ao final, Oliveira comentou uma característica do elenco santista, que comemorava os gols agradecendo a Deus: “Não foi uma imposição, isso partiu do coração. Nós reconhecemos que toda honra e glória seria dada ao Senhor. Os gols que fazíamos nós iríamos nos ajoelhar e deixar claro a quem nós servimos e damos a glória. Isso nós fizemos em quase todos os gols, cumprindo o ide do Senhor. Nós temos a mídia para usar em favor do reino de Deus”, disse o atacante.

[b]Fonte: Gospel Mais[/b]