Leonardo Gonçalves considerado um dos maiores e mais respeitados intérpretes da música cristã da atualidade, realizou esta semana uma apresentação em uma livraria em um dos maiores shoppings de São Paulo.

Em entrevista ao The Christian Post, Leonardo, que é contratado por umas das maiores gravadoras seculares, a Sony Music, comentou sobre a apresentação Pocket Show que aconteceu na Livraria Saraiva do Shopping Center Norte.

Sobre a nova experiência de apresentação em uma livraria em formato Pocket Show, Leonardo afirma que isso é algo natural de começar acontecer, visto que “o movimento evangélico vem crescendo” e que este público cada vez mais está sendo representado em diversos setores da sociedade, como na politica, nas mídias e, em espaços como livrarias.

[img align=left width=300]http://images.christianpost.com/portugues/middle/2506/leonardo-goncalves.jpg[/img]O ambiente não cristão, porém, deixou o cantor adventista um pouco receoso. Ele revelou certo nervosismo e receio de que o público não fosse comparecer ao evento. “…fiquei um pouquinho nervoso preciso admitir, rs, se o público responderia, se haveria gente, mas graças a Deus tivemos casa cheia”.

Durante sua apresentação Leonardo também teve receio em abrir a Bíblia naquele ambiente secular, mas disse que chegou a conclusão que deveria lê-la.

“Porque a Bíblia é o livro dos livros e o livro mais lido do mundo, então por que não ler o livro dos livros em uma livraria?”.

Leonardo cantou músicas do seu novo CD “Principio e Fim” gravado pela Sony Music, que alcançou em seu lançamento o recorde de vendas antecipadas nos sites Gospel Goods e Arte Cristã.

A pedido do público, ele tocou corações com a música Getsêmani, que fala sobre a crucificação de Jesus. Para ele, este foi um momento especial pois apesar da música haver sido lançada há dez anos, a mensagem cruz, ele afirma, é sempre uma mensagem atual.

“Uma música que faz dez anos que foi lançada, mas permanece atual porque é a mensagem da cruz, sempre será atual, não só por dez anos, mas tem sido atual há 2 mil anos. Para mim foi um momento especial por ser uma música que não estava no cronograma (…)”

O evento, que já estava se parecendo um culto, terminou com uma oração ao final por Leonardo Gonçalves, oração sugerida pela própria gerente da loja que também é cristã.

“(…) É mais uma prova da palavra de Deus, ‘onde dois ou três estiverem em meu nome ali estarei’. Onde Deus está acaba se tornando um lugar de culto, independente do que é em outros momentos, mas naquele momento aquele auditório da Saraiva se tornou um lugar de culto, um lugar de adoração (…)”.

[b]Fonte: The Christian Post[/b]