Além de levar uma palavra de esperança à população atingida pelas enchentes, a entidade une-se à corrente solidária que está distribuindo alimentos no local.

A população da região serrana do Rio de Janeiro, atingida pelas chuvas de proporções inéditas, está comovendo a população brasileira, que se mobiliza enviando doações de todas as regiões do País. Para levar uma palavra de esperança às vítimas deste flagelo, a Sociedade Bíblica do Brasil uniu-se a esta corrente solidária e está promovendo a distribuição de literatura bíblica, além de alimentos não perecíveis, leite e água. Nesta segunda-feira (17/01), integrantes da equipe da Secretaria Regional da SBB no Rio de Janeiro percorreram Teresópolis, uma das cidades devastadas, fazendo contato com instituições que atendem os desabrigados para levar até eles a Palavra de Deus.

A iniciativa integra o programa A Bíblia em Situação de Emergência da SBB, que tem o objetivo de oferecer assistência espiritual e social a segmentos da população em situação de risco social, sobretudo vítimas de calamidades. As ações são implementadas por meio de parcerias com organizações governamentais e não governamentais, que possibilitam distribuir materiais bíblicos a essa população.

Em Teresópolis, os representantes da SBB visitaram dois abrigos, um localizado na Igreja Batista Central, onde está sediada a ONG SOS Global, e o outro, na Igreja Batista de Barra do Imbuí. Além desses locais, foram visitados os bairros Caleme e Espanhol. “Ficamos estarrecidos com a destruição. Somente o consolo que vem do Senhor pode sustentar essas famílias. Conseguimos deixar Bíblias em algumas casas e oramos em todas em que entramos”, relata o coordenador de Desenvolvimento Institucional da SBB, Marcos Batista.

Juntamente com as Bíblias, os voluntários levaram leite, água e alimentos não perecíveis recebidos de outros doadores. “Entre tantas cenas tristes, uma imagem de alegria me marcou. Quando chegamos a um abrigo que havia recebido chocolate em pó, mas não tinha leite, fomos logo cercados pela criançada que, com alegria, celebrou o preparo dos achocolatados. Oramos, lemos a Bíblia e tomamos chocolate”, conta Batista.

Além de prestar atendimento na região serrana do Rio de Janeiro, a SBB mobiliza-se para levar conforto espiritual e material para a população dos estados de São Paulo e Minas Gerais, que também padecem com as fortes chuvas e inundações. “Queremos somar esforços para que esta situação possa ser revertida o mais breve possível. A população necessita de amparo e cuidados médicos e, mais do que isso, esperança nesta hora de angústia, que pode ser encontrada na Palavra de Deus”, afirma o secretário de Comunicação e Ação Social da SBB, Erní Seibert.

Informações sobre como colaborar com a SBB para a realização desse trabalho podem ser obtidas pelo e-mail webmaster@sbb.org.br.

[b]A SBB
[/b]
A Sociedade Bíblica do Brasil é uma entidade sem fins lucrativos, beneficente de assistência social, de natureza filantrópica, assistencial, educativa e cultural. Sua finalidade é traduzir, produzir e distribuir a Bíblia Sagrada, um verdadeiro manual para a vida, além de prestar assistência aos mais necessitados. Para cumprir a missão de distribuir, de forma relevante, a Bíblia a todas as pessoas, desenvolve programas de assistência social e espiritual em todo o País. Fundada em 1948, construiu sua trajetória com base na missão de “promover a difusão da Bíblia e sua mensagem como instrumento de transformação espiritual, de fortalecimento dos valores éticos e morais e de incentivo ao desenvolvimento humano, nos aspectos espiritual, educacional, cultural e social, em âmbito nacional”.

A SBB oferece o texto bíblico em diferentes formatos, buscando atender às necessidades específicas dos mais variados públicos. Em seu trabalho social, a SBB procura levar as Escrituras especialmente para as populações em situação de risco social, espalhadas por todo País. Entre os públicos contemplados pelas ações da organização estão os ribeirinhos da Amazônia, detentos, enfermos hospitalizados, pessoas com deficiência visual e estudantes.

[b]Fonte: Sociedade Bíblica do Brasil[/b]