Dezenas de seguidores do porto-riquenho José Luis de Jesús Miranda, que se diz “Jesus Cristo feito homem”, tatuaram nesta quinta (22) o número 666, seguindo as ordens de seu líder religioso.

Adultos, jovens e até crianças, todos seguidores da igreja Jesus Cristo Homem, foram a diferentes lojas de tatuagens da Costa Rica para gravar na pele o número, identificado com o sinal do Anticristo.

Proprietários de diferentes estabelecimentos confirmaram à imprensa que ficaram com a agenda cheia, na maioria dos atendimentos para tatuar o número.

Miranda visitou a Costa Rica em outubro e realizou uma reunião sem a presença dos “milhares” de seguidores que ele afirmava ter no país, mas reunindo apenas algumas dúzias de pessoas.

No entanto, na semana passada, em Miami, o líder da igreja mostrou na televisão sua tatuagem com o 666 no braço. Ele pediu a seus fiéis que fizessem o mesmo, como uma senha de solidariedade e salvação.

Alguns fiéis consultados pela imprensa disseram que o número “não tem nada de satânico”, como diz a doutrina cristã.

“Não é algo negativo nem satânico, pelo contrário, nós lutamos contra o satanismo”, disse um homem não identificado após sair da casa de tatuagens. A seita afirma que, na Costa Rica, conta com mais de 2 mil fiéis.

A associação do número 666 está presente na Bíblia, no capítulo 13 do livro do Apocalipse (“Aqui há sabedoria! Quem tiver inteligência, calcule o número da Besta, porque é número de um homem, e esse número é seiscentos e sessenta e seis”), e tornou-se famosa com o filme de terror “A Profecia” (1976), em que o personagem Damien, enviado do demônio, leva os números como um sinal de nascença na cabeça.

Fonte: Folha Online