Preocupado com o rumo que algumas lideranças da Igreja Católica estão dando aos seus seguidores, o senador Gerson Camata (PMDB-ES) fez um apelo aos bispos brasileiros para que evitem questões políticas “inúteis” nas missas.

Ele disse que compareceu a uma missa realizada no domingo, em São Paulo, e o padre fez o sermão baseado em uma passagem do Evangelho de São Lucas, onde Jesus Cristo comparece a um almoço oferecido por um dos chefes dos fariseus e conta a seguinte parábola:

– Quando tu deres um almoço ou jantar, não convides teus amigos, nem teus irmãos, nem teus parentes, nem teus vizinhos ricos. Pois estes poderiam também te convidar e isto já seria a tua recompensa. Pelo contrário, quando deres uma festa, convida os aleijados, os coxos, os cegos. Então tu serás feliz! Porque eles não te podem retribuir. Tu receberás a recompensa na ressurreição dos justos – reproduziu o senador.

Camata disse que, logo após o sermão, o padre passou a propagandear o plebiscito sobre a estatização da Companhia Vale do Rio Doce (CVRD) e a distribuir panfletos. Ele assinalou que, naquele momento, vários católicos se retiraram da igreja.

Para Camata, o sermão não tem nada a ver com o “debate inútil” em torno de questões já decididas e sugeriu aos sacerdotes que quiserem falar sobre economia, que contratem assessores especialistas no assunto e que cuidem mais das necessidades religiosas dos fiéis.

Fonte: Agência Senado