O candidato do PSDB à Presidência, José Serra, afirmou hoje que, se eleito, irá criar um programa nacional de apoio ao turismo religioso.

O tucano visitou ontem o município de Bom Jesus da Lapa (BA), destino religioso que atraiu uma romaria com mais de 300 mil pessoas nesta semana, segundo os organizadores.

“Aqui em Bom Jesus da Lapa, como em Aparecida [SP] e Juazeiro do Norte [CE], que são objetos de religião e romarias, precisa de uma ação para melhorar a estrutura para receber as pessoas, o que geraria emprego e conforto. Não tem um programa nacional pra fazer isso. Isso nós vamos fazer”, disse.

Preocupado com a aparição no “Jornal Nacional”, da TV Globo, o tucano perguntou ao repórter da emissora qual era a câmera dele para poder se posicionar antes de entrevista coletiva a rádios, jornais impressos e outras emissoras de TV.

A atenção da campanha também está voltada a temas locais que tenham repercussão na mídia. Ainda na chegada ao aeroporto, Serra fez reservadamente uma pergunta a membros da comitiva — “O que eu vou falar aqui?”– e foi informado logo em seguida por um aliado político.

Serra afirmou que, durante a visita, pediu em oração “forças na Presidência para a gente ajudar a juventude do Brasil” no combate às drogas e com a melhoria do ensino.

É a segunda visita de Serra à Bahia em menos de um mês. No município, ele posou para fotos com romeiros, beijou crianças e acenou para o público. Algumas pessoas reclamaram do empurra-empurra causado pela passagem da comitiva. Uma delas chamou Serra de “forasteiro” e pediu a saída dele do local para não atrapalhar a procissão.

Ele aproveitou a visita para criticar a infraestrutura da região oeste da Bahia e citou o caso da produção agrícola de Barreiras (BA), que precisa escoar a safra por portos de outros Estados.

“O [porto] de Salvador pode ser considerado o pior do Brasil. O governo federal prometeu investir, mas ficou tudo como estava. Isso atrasa o desenvolvimento da Bahia e geração de empregos”, afirmou. Sobre a Ferrovia Oeste-Leste, ele afirmou que houve “muita propaganda, mas não se avançou um centímetro”.

A visita a Barreiras, que ocorreria hoje, foi cancelada em razão de um atraso na chegada a Bom Jesus da Lapa. Após a visita ao município baiano, Serra viajou para Recife (PE), onde participa da inauguração de comitês eleitorais.

[b]Fonte: Folha Online[/b]