Na primeira sessão espírita transmitida ao vivo via Twitter, Michael Jackson, Kurt Cobain e River Phoenix teriam se manifestado através de médium.

Realizada na sexta-feira, véspera de Halloween, a Twence (mistura de Twitter com “seance”, que em inglês quer dizer sessão espírita) foi conduzida pela inglesa Jayne Wallace.

Nela, a auto-proclamada médium alegou ter entrado em contato com as três celebridades falecidas. Os quatro nomes que seriam contatados, bem como as perguntas, foram selecionados a partir das sugestões enviadas via Twitter – além de Jackson, Phoenix e Cobain, William Shakespeare também participaria, mas, segundo a médium tuítou, ele estava muito fraco pois muitas pessoas estavam tentando falar com ele.

Outros nomes sugeridos incluam Malcolm X, Charles Chaplin, Audrey Hepburn, Jim Morrison, George Washington, Albert Einstein, Abraham Lincoln, Frank Sinatra, Houdini, Maryln Monroe, Elvis Presley e John Lennon.

Na Twèance, as mensagens dos mortos (sempre em até 140 caracteres) eram intercaladas com comentários da própria médium. Por exemplo, Phoenix teria respondido à pergunta “qual conselho daria a um ator iniciante” dizendo que ele não deve ligar muito para os comentários de outras pessoas. Jayne, em seguida, escreve o que sente: “ele não tinha confiança como ator, ele sentia que seu talento era na música”.

Algumas aspas de River Phoenix na sessão espírita incluem desculpas à sua família pela dor que causou com sua morte. Kurt Cobain, o segundo a ser “contatado” pela médium, também se desculpa pelas drogas terem destruído sua paixão pela música: “música era o que me mantinha vivo. Quando a música morreu, eu morri”, escreveu Jayne após ter sido incorporada por Cobain.

Kurt, sempre por meio de Jayne, ainda afirmou que nunca se arrependeu de ter composto “Nevermind”, que está surpreso por seu legado ter durado tanto e que preferia que as crianças tocassem guitarras de verdade, ao invés de Guitar Heroes e jogos de computador.

Já Michael Jackson, segundo tuítou Jayne, estava cantando – e dizia estar feliz, mas com saudades. “Eu encontrei meus fãs espirituais aqui e Anjos da Guarda estão me protegendo. Eu não sinto mais dor, eu só quero que todos vocês sejam felizes”.

Na única pergunta polêmica de todo o evento, a médium diz questionar Michael sobre quem é o responsável por sua morte. Ao que ele responde: “Ninguém foi responsável. Eu fui avisado muitas vezes sobre os medicamentos, mas a dor era muito intensa e eu sentia que não podia sobreviver sem eles”.

Fonte: INFO online