O pastor Silas Malafaia usou seu Twitter, na última segunda-feira (17) para contestar a informação, veiculada dentre outros, pelo jornal O Globo.

No último domingo, 16 de novembro, foi realizada a edição carioca da Parada Gay, e os principais veículos de imprensa noticiaram que a Polícia Militar estimou o público presente no evento em torno de 1 milhão de pessoas.

Para o pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, o impresso do Grupo Globo vem sendo tendencioso ao dar preferência à manifestação da militância homossexual e preterir os eventos realizados por evangélicos na Cidade Maravilhosa.

“Vergonhoso! O Globo a serviço da causa gay. A Marcha para Jesus, o número de participantes só o que a PM dá. Na Parada Gay, [informam o número de participantes estimado pelos] responsáveis. 1 milhão de pessoas na Parada Gay, só nas contas dos ativistas e do jornal O Globo, que repete o que eles falam. Jornalismo fajuda (sic) e parcial”, esbravejou Malafaia.

Nos tuites seguintes, Malafaia também acusou os responsáveis pelo jornal O Globo de estarem a serviço da agenda homossexual.

“Sectarismo de O Globo é fácil de perceber. Na Marcha para Jesus, segundo a PM 600 mil, 2 linhas medíocres no jornal. Já na Parada Gay… é só ver. Jornalismo imparcial é aquele que dá notícia dos fatos que estão acontecendo, independente de quem produz. Não é o caso de O Glogo. O jornal sempre esteve a serviço da causa gay, quem acompanha nos últimos 2 anos suas reportagens, sabe que estou falando a verdade”, finalizou o pastor.

Nos últimos anos, o pastor Silas Malafaia vem sendo o responsável pela organização da Marcha para Jesus no Rio de Janeiro, e o número de participantes em 2014 chegou a superar o da edição de São Paulo, que já foi a maior do mundo.

[b]Fonte: Gospel +[/b]