“De agora em diante não dá mais pra mentir”, ataca Malafaia sobre a Parada Gay que segundo o Datafolha, teve apenas 270 mil pessoas. Organizadores esperavam 3 milhões.

Os resultados divulgados pelo Instituto Datafolha mostram que a Parada Gay da cidade de São Paulo teve o público menor do que o esperado e tal informação fez com que o pastor Silas Malafaia se manifestasse para mostrar que os ativistas gays inflam os números para conseguir destaque.

O instituto de pesquisas utilizou pela primeira vez o método para medição do público utilizando caráter científico e divulgou a presença de 270 mil pessoas no evento que aconteceu no último domingo (10) na Avenida Paulista.

“Há muito tempo eu sei que os ativistas gays inflam os números para pressionarem a sociedade e os políticos, afim de que seus privilégios sejam estabelecidos”, escreveu Silas Malafaia no site Verdade Gospel.
O pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo é considerado um dos principais inimigos dos ativistas gays por se posicionar contrariamente às propostas que pedem privilégios para os homossexuais.

“De agora em diante não dá mais pra mentir. A verdade está aí, nua, crua e patente!”, diz ele falando sobre a falta de público no evento, afinal apenas 7% do esperado de fato participaram da Parada Gay 2012 que já fora considerada como a maior do Brasil e uma das maiores do mundo.

A organização do evento diz que não irá divulgar este ano a estimativa de público, mas afirma que a quantidade de pessoas ficou próxima a do ano passado, quando alcançou 4 milhões. A Polícia Militar informou que apenas a organização poderia divulgar esse número.

[b]Dados do Datafolha
[/b]
Entre os 270 mil participantes do desfile de ontem, 28% foram pela primeira vez. Outros 17% participaram mais de seis vezes e 32% já foram à Parada Gay duas ou três vezes.

O momento de maior público foi às 16h, quando os trios já estavam deixando a av. Paulista e entrando na rua da Consolação em direção ao centro. Naquele horário, diz o Datafolha, cerca de 250 mil pessoas lotavam a avenida.

Os frequentadores da Parada Gay paulistana não são apenas homossexuais: 34% se declaram heterossexuais.

[b]Fonte: Gospel Prime e Folha de São Paulo[/b]