O site voltado para o público GLS Mix Brasil publicou neste domingo (5) a notícia “Programa evangélico prega ódio homofóbico na Band”. Segundo o site, o Pr. Silas Malafaia usou preceitos “científicos” para pregar o “ódio” aos homossexuais em programa veiculado na manhã de sábado, 4/8.

O site diz que o pastor Malafaia começou a pregação dizendo justificando seu amor pelo ser humano. “Nós evangélicos amamos os homossexuais, até bandidos nós amamos,mas concordar com suas práticas é uma outra questão. Não tenho preconceito sobre a homossexualidade, mas tenho conceito firmado.”

A partir daí evocou a ciência para justificar suas posições nos próximos 50 minutos.

“Ciências humanas dizem que quanto mais legalizar, mais ser humano se torna insatisfeito e perde referência”. “A ciência e a teologia concordam que Deus fez macho e fêmea e não uma sociedade de andróginos e bissexuais. Não existem cromossomas (sic) homossexuais, portanto essa tese é furada.”

“Querem mudar leis e valores da sociedade porque tem uma prática deturpada, imoral. Homossexualidade é aprendida ou imposta. Ser humano imita moda, vive de modelos de imitação. Psicólogos dizem que é a maneira como a criança é criada que vai determinar se ela vai virar homossexual.”

O site diz que ele atacou também os grupos gays e afirmou que a mídia está contaminada por homossexuais quando diz: “Qualquer pessoa que se oponha a prática da homossexualidade é rotulada de ignorante. As centrais de jornalismo e as novelas estão empestadas de homossexuais, eles são bem organizados e qualquer um que levante interesses contrários da comunidade homossexual é bombardeado.”

“A pressão de grupos homossexuais é tão violenta que a questão está fechada, até como ameaça da justiça.”

Visivelmente alterado, gritando com voz esganiçada fez outras afirmações abusivas, diz o site.

“Quer ser prostituta, problema dela, quer ser homossexual, problema dele. Mas um erro moral nunca pode ser um direito civil. A homossexualidade é uma rebelião consciente contra a criação, uma distorção da imagem de Deus. Se um cheirador de cocaína pode deixar as drogas, um homossexual pode deixar a homossexualidade.”

O site GLS diz que o pastor Silas Malafaia terminou a preleção afirmando seu direito de expressar sua homofobia: “Pode querer me processar, eu pago esse programa e tenho direito de expressar minha opinião”

Fonte: O Verbo e Mix Brasil