A Santa Casa de São Paulo confirmou na manhã desta segunda-feira a morte de Luisa Silva, 62, elevando para nove o número de mortos no desabamento do teto do templo da Igreja Cristã Apostólica Renascer em Cristo, na avenida Lins de Vasconcelos, no Cambuci, zona sul de São Paulo. O acidente ocorreu por volta das 19h deste domingo (18).

Além das nove pessoas que morreram – todas mulheres – cento e dez pessoas foram encaminhadas para hospitais da cidades, a Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo diz que a grande maioria delas devido a ferimentos. A nona vítima morreu às 6h30 de hoje.

Nesta manhã, outra fiel também morreu após internação. Maria de Lourdes da Silva, de 67 anos faleceu às 5h50 da manhã no Hospital das Clínicas.

Cerca de 400 estariam no local no momento da tragédia. A assessoria de imprensa da igreja divulgou lista com mais de 120 feridos, atendidos em hospitais da região. A avenida que teve o trecho próximo ao templo interditado durante toda a noite foi liberada no final da madrugada desta segunda-feira.

Em nota, a Renascer confirmou o nome de seis vítimas fatais, encaminhadas ao IML (Instituto Médico Legal): Maria Amelia de Almeida, 60; Acir Alves da Silva, 80; Maria Erlisa, 48; Gabriela Lacerda, 15; Dalva Ferreira de Oliveira, 70; Silva Gomes Moreira, 50.

O Corpo de Bombeiros ainda realiza buscas no local e não sabe se há novas vítimas. Uma pessoa estaria desaparecida. Por medida de segurança, a Defesa Civil interditou três prédios vizinhos ao da igreja.

As causas do acidente

O secretário de Segurança Pública de São Paulo, Ronaldo Marzagão, afirmou que um inquérito será aberto na 1ª Delegacia Seccional de São Paulo para apurar as causas do desabamento. “Ainda é prematuro falar em culpados. É preciso saber o que causou [o desabamento]”, disse.

Um técnico que não quis se identificar disse que uma parede da igreja envergou e formou uma “barriga”. Por isso, seis casas de uma vila que fica nos fundos da igreja também tiveram que ser evacuadas.

O comandante do Corpo de Bombeiros, Manoel Antônio da Silva Araújo, também afirmou que a estrutura do prédio da igreja aparentava ser antiga. “Era uma cobertura de madeira e uma estrutura metálicas, um tipo de estrutura muito antiga.” O comandante adiantou que, por novos riscos de desabamentos, a remoção de escombros por guindaste ficou para esta segunda-feira (19) de manhã.

Uma das vítimas do desabamento e um morador da região disseram que já havia reclamações sobre a presença de rachaduras no prédio do templo e que havia goteiras quando chovia.

Resposta da igreja

A assessoria de imprensa da igreja Renascer informou que os alvarás do prédio estão todos em ordem e a última reforma do prédio aconteceu há quatro anos.

O prédio, uma antiga sala de cinema, tem capacidade para receber cerca de duas mil pessoas. Em mensagem direcionada aos fiéis, os líderes da igreja Renascer, que atualmente moram nos Estados Unidos, disseream que o acidente “Foi uma grande fatalidade”. Leia a mensagem completa.

Mais sobre a Renascer

A igreja, considerada a segunda maior denominação neopentecostal brasileira, foi fundada em São Paulo em 1986, por Estevam Hernandes e Sônia Hernandes.

O casal está preso em Miami (EUA), desde janeiro de 2007, por lavagem de dinheiro e ocultação de bens e valores. Eles foram detidos pelo FBI ao desembarcar em Miami com US$ 56 mil e terem declarado posse de somente US$ 10 mil.

O casal Hernandes também teve a prisão decretada no Brasil por lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e estelionato.

A Igreja Renascer controla hoje uma rede de TV, uma gravadora, rede de rádio, uma editora e possui a Fundação Renascer.

Estima-se que haja hoje cerca de 1.500 templos espalhados por todo o Brasil e países como Argentina, Uruguai, Estados Unidos, Espanha, Japão, entre outros, somando mais de dois milhões de fiéis.

O templo do Cambuci da Renascer foi palco do casamento do meia-atacante do Milan, Kaká, de 26 anos, e Caroline, em dezembro de 2005.

Fonte: UOL