Segundo a pesquisa realizada na semana passada, 51% disseram que acreditam em uma ‘entidade divina’, 18% não acreditam e 17% não tem certeza”.

Desde a semana passada, tem repercutido no mundo pesquisa divulgada pela empresa Ipsos para a agência de notícias Reuters. A pesquisa ouviu 18.829 adultos e concluiu que 51% dos entrevistados “definitivamente acreditam em uma ‘entidade divina’ comparados com os 18% que não acreditam e 17% que não tem certeza”. O país onde mais se acredita na existência de Deus ou de um ser supremo é a Indonésia, com 93% dos entrevistados. A Turquia vem em segundo, com 91% dos entrevistados e o Brasil é o terceiro, com 84% dos pesquisados.

[b]Criação X evolução
[/b]
Ainda de acordo com o levantamento, entre os entrevistados no mundo todo, 28% se definiram como criacionistas, acreditam que os seres humanos foram criados por uma força espiritual como o Deus em que acreditam e não acreditam que a origem do homem viesse da evolução de outras espécies como os macacos. Nesta categoria, o Brasil está em quinto lugar, com 47% dos entrevistados, à frente dos Estados Unidos (40%). Em primeiro lugar está a Arábia Saudita, com 75%, seguida pela Turquia, com 60%, Indonésia em terceiro (57%) e África do Sul em quarto lugar, com 56%.

Por outro lado, 41% dos entrevistados no universo pesquisado pela Ipsos se consideram evolucionistas, acreditam que os seres humanos são fruto de um lento processo de evolução a partir de espécies menos evoluídas como macacos. Entre os evolucionistas, a Suécia está em primeiro lugar, com 68% dos entrevistados. A Alemanha vem em segundo, com 65%, seguida pela China, com 64%, e a Bélgica em quarto lugar, com 61% dos pesquisados.

Para o presidente da Sociedade Criacionista Brasileira (SCB), doutor Ruy Vieira, “lendo a notícia fico impressionado sobre como podem ser tratados os dados obtidos a partir de uma enquete que ouviu menos de 20 mil pessoas, para tirar conclusões sobre assuntos complexos que envolvem um ‘universo’ (estatístico) de cerca de 7 bilhões de pessoas que povoam o planeta hoje. Essa amostra corresponde a menos de um décimo de milésimo de 1% da população mundial”, comenta.

Conforme Vieira, com relação ao assunto criação x evolução, o Brasil foi apresentado como ocupando o 5º lugar, apesar de ocupar o 3º com relação à crença em Deus, o que por si só, na sua avaliação, desqualifica a coerência dos dados (ou das próprias questões feitas), pois para o presidente da SCB fica evidente que o Deus da enquete não coincide com o Deus Criador da revelação bíblica. “Esse tipo de metodologia (ou de falta dela) nos remete à falácia da propaganda enganosa referente ao grau de identidade de 99% entre o genoma dos chimpanzés e o dos seres humanos”. Um artigo interessante sobre este assunto pode ser lido gratuitamente no boletim Ciência das Origens, nº 13, disponível gratuitamente no site da Sociedade Criacionista Brasileira, especificamente o artigo “São os Chimpanzés 99,4% idênticos aos seres humanos?

[b]Fonte: Creio[/b]