O Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu, nesta segunda-feira, 13, a extradição do casal de bispos da Igreja Renascer em Cristo Sonia Haddad Hernandes e Estevam Hernandes Filho. Os dois moram nos Estados Unidos e haviam impetrado habeas-corpus para suspender o pedido do governo brasileiro.

Acusado por suposta lavagem de dinheiro praticado por meio de organização criminosa, o casal sustentou que o Superior Tribunal de Justiça (STJ), ao se mostrar favorável à extradição, contrariou o que determina o Acordo de Extradição entre Brasil e Estados Unidos da América, segundo o qual o crime de lavagem de dinheiro não é passível de extradição.

A defesa argumentou que o pedido de extradição, apresentado pela 1ª Vara Criminal em São Paulo e mantido pelo TJ-SP e STJ, devia ser suspenso e, posteriormente, revogado por não apresentar fundamentação legal, tendo em vista a cassação do decreto de prisão preventiva contra Estevan e Sonia. A ordem de prisão foi expedida também pela 1ª Vara Criminal paulista.

No ano passado, Estevam e Sônia foram condenados a 10 meses de detenção (cinco meses na cadeia e outros cinco em prisão domiciliar) pelo Tribunal do Sul da Flórida, nos Estados Unidos. Eles foram acusados de contrabando, conspiração e falso testemunho.

Em junho do ano passado, os Hernandes fizeram um acordo com a promotoria do caso e se declararam culpados. Eles foram presos nos Estados Unidos no dia 9 de janeiro de 2007 e permaneceram detidos até o dia 17 do mesmo mês, quando passaram a cumprir prisão domiciliar. Estevam e Sônia teriam entrado no país com US$ 56 mil e declarado que possuíam apenas US$ 10 mil.

Fonte: Terra