Haji Zahir, mediador das negociações pela libertação dos reféns, disse à BBC que acompanhava três mulheres coreanas em um veículo que seguia para um local perto da cidade de Ghazni, na região central do país. Segundo ele, o estado de saúde delas é bom.

Há notícia de que os três reféns libertados foram entregues para o Comitê Internacional da Cruz Vermelha.

A libertação ocorre um dia depois de o governo sul-coreano ter afirmado que chegou a um acordo com o Talebã.

A Coréia do Sul concordou em retirar suas tropas do Afeganistão como planejado até o final do ano, e afirmou que vai por fim a todo o trabalho missionário no país e impedir que seus cidadãos sigam para lá.

Acredita-se que o acordo pode ter incluído o pagamento de um resgate, disse o correspondente da BBC na capital afegã, Cabul, Alastair Leithead.

Os coreanos, que trabalham para uma organização beneficente cristã, foram seqüestrados em uma estrada ao sul de Cabul há mais de cinco semanas.

Dois homens do grupo de reféns foram mortos e duas mulheres libertadas depois de uma primeira rodada de negociações.

Fonte: BBC Brasil