Aplausos irromperam na última terça-feira à noite, na Escola Elementar Centenária de Mount Vernon, enquanto a diretora Erwin Stroosma anunciou que o Templo Satânico de Seattle tinha retirado o seu pedido para iniciar um “clube satânico extracurricular” naquela e nas outras escolas do Distrito.

“É um alívio para todos nesta sala”, disse Stroosma em uma reunião comunitária, realizada no refeitório da escola.

Representando a liderança do Templo Satânico de Seattle, a escritora Lilith Starr disse que o Templo foi avisado pelo Distrito Escolar de Vernon Mount que, como o distrito já patrocinava outras actividades extracurriculares nas escolas, não havia mais espaço para o a formação dos novos clubes que estavam sendo propostos.

“Nós temos nossas próprias atividades escolares, o que inclui o nosso próprio programa pós-aulas”, disse Stroosma. “Quando esse tipo de coisa está acontecendo, nós não permitimos que outras organizações aluguem as instalações”.

A mesma indisponibilidade de horários e espaços também se aplica para a realização de atividades do grupo cristão ‘Good News Bible Club’ (‘Clube Bíblicos Boas Novas’), que é operado pela organização ‘Child Evangelism Fellowship’ (‘Comunhão e Evangelismo Infantil’), que chegou a manter um programa na escola no passado.

A presença do clube bíblico na escola foi uma das principais razões para que o Templo Satânico decidisse formar e sugerir o seu próprio programa nas escolas.

Por causa dos mesmos problemas de agendamento, o ‘Good News Bible Club’ também rescindiu o seu pedido de alugar o espaço na escola, disse Stroosma.

O Clube Bíblico, no entanto, têm aplicações de locação pendentes em quatro das outras cinco escolas de ensino fundamental do distrito, segundo informou o superintendente do distrito escolar, Carl Bruner.

Starr disse que o Templo vai reorientar os seus esforços para abrir um clube na Escola Elementar ‘Point Defiance’, do Distrito Escolar de Tacoma.

“Eu não me importo que façamos uma interrupção”, disse Starr. “A organização nacional quer tentemos ir a algum lugar onde possamos tentar entrar o mais rápido possível”.

Após reunião com funcionários do distrito, Starr disse, ela soube da firme oposição de alguns pais à proposta do templo. Enquanto a reação não foi o fator decisivo no templo tomar a decisão de retirar o seu pedido, o templo levou isso em consideração.

“Foi particularmente difícil para a comunidade de Mount Vernon,” disse ela. “Obviamente não queremos rasgar uma comunidade, mas nós sentimos nosso programa é apropriado para todas as crianças.”

Se o templo não tinha retirado o pedido, Stroosma disse, o distrito teria sido legalmente obrigado a alugar o espaço para o clube.

Os pais, no entanto, teria tido a capacidade de manter seus filhos de participar, disse ele.

[b]Fonte: Guia-me[/b]