Hackers atacaram uma tenda virtual criada por ocasião do mês do Ramadã no Second Life, dias após sua inauguração para celebrar o mês sagrado muçulmano na internet.

Um dos responsáveis pela tenda montada no site “islaonline.com”, Ahmed Fathi, citado na edição de ontem do jornal “Al-Masri Al-Yum”, disse que a instalação sofreu “uma destruição proposital” com o objetivo de expulsar os muçulmanos.

Fathi atribuiu o aumento dos ataques contra a tenda virtual do Ramadã ao “bom fruto” da chamada a Alá no Second Life, pois, há poucos dias, três jovens se converteram ao Islã e fizeram esse anúncio na mesquita de Chebi, que é parte do Second Life.

Essa mesquita virtual chegou a ter 2 mil visitantes diários, segundo a fonte.

De acordo com o site, a inauguração da tenda no dia 13 teve a participação de vários muçulmanos e de visitantes de diferentes religiões.

No ato inaugural, os organizadores da tenda, alguns dos quais fizeram discursos, apresentaram o programa de atividades durante o mês do Ramadã.

A tenda virtual conta com três telas, alto-falantes, cadeiras e lanternas do Ramadã, e é atualizada diariamente, segundo o “islaonline.com”, que divulga algumas imagens do local em seu site.

Por meio dessas telas, é possível divulgar vídeos com canções religiosas do Ramadã, assim como a oração na mesquita e conselhos para o mês sagrado para os muçulmanos.

Fonte: EFE