Belfast (Reino Unido) – O grupo paramilitar protestante Força de Voluntários do Ulster (UVF) anunciou hoje o fim da luta armada e disse que deixará de existir como organização terrorista a partir da meia-noite, num comunicado.

A nota, divulgada pelo histórico dirigente Gusty Spence, diz que a UVF manterá algumas armas armazenadas em local seguro, “fora do alcance de seus membros” e “sob controle dos líderes”.

Durante os mais de 30 anos de conflito na Irlanda do Norte, a organização terrorista causou a morte de mais de 500 pessoas, em sua maioria civis da comunidade católica nacionalista.

Fonte: EFE