Autoridades texanas informaram ontem haver identificado em uma seita poligâmica sob investigação estadual a presença de mais 25 mães com menos de 18 anos de idade.

A agência texana de proteção à infância já havia declarado que ao menos 20 mulheres da seita tiveram filhos antes dos 16 ou 17 anos de idade.

Retiradas de um rancho após denúncia anônima, as cerca de 460 crianças agora sob custódia do Estado estão sendo submetidas a testes de DNA para que sejam identificados seus pais. As leis do Texas proíbem sexo entre adultos e menores de 17 anos, e a poligamia é ilegal em todos os EUA.

Fonte: Folha de São Paulo