Depois de afirmar que pretende deixar de ser anglicano para se tornar católico, o premiê britânico, Tony Blair, fará uma última visita a Roma como líder do governo do Reino Unido no início de junho, quando será recebido no Vaticano pelo papa Bento 16.

Um porta-voz do governo britânico afirmou que Blair pretende discutir “questões interconfessionais” com Bento 16 diante de uma importante conferência sobre o islã que deve ocorrer no Reino Unido.

Com Prodi, ele deverá abordar os problemas na agenda da próxima reunião de cúpula da União Européia (UE).

O porta-voz de Downing Street disse que a visita a Roma deve ocorrer “provavelmente no início do próximo mês”.

O anglicano Blair, que segundo algumas fontes poderia se converter ao catolicismo após deixar o cargo de premiê, em 27 de junho, já encontrou-se com Bento 16 uma vez, em junho de 2006.

Em 2003, Blair participou de uma missa católica com o papa João Paulo 2º, de quem recebeu a comunhão.

Depois que deixar o cargo que ocupou durante os últimos dez anos, Blair pretende criar uma fundação que terá como objetivo prioritário a promoção do diálogo entre cristianismo, judaísmo e islã.

Tony Blair se reunirá também com o premiê italiano, Romano Prodi.

Fonte: Folha Online