Domingo, dia de ir para a igreja. Dia de encontrar os irmãos, dia de cultuar em conjunto, dia de aprender novas lições sobre a Palavra de Deus. Para os cristãos de Marrocos, porém, domingo é dia de tomar cuidado

De acordo com a Classificação da Perseguição Religiosa, Marrocos é o 44º país onde os cristãos são mais perseguidos. Para os cristãos marroquinos, domingo é dia de vigiar pela janela, dia de esconder a Bíblia entre as almofadas do sofá, dia de orar fervorosamente para que a polícia não irrompa porta adentro e leve o pequeno grupo de cristãos para a delegacia.

[img align=left width=300]https://www.portasabertas.org.br/images/1120054/3118103[/img]O domingo não é igual para todos os cristãos ao redor do globo. Em cerca de 60 países, como no Marrocos, seguir a Jesus envolve pagar um alto preço.

No dia 25 de maio deste ano, milhares de cristãos brasileiros transformarão o domingo de culto em um Domingo da Igreja Perseguida, e irão incluir em seu momento de comunhão outras pessoas que compartilham da mesma fé, mas não da mesma liberdade.

Leve a Igreja Perseguida para o seu domingo também! Ainda dá tempo de participar. Acesse www.domingodaigrejaperseguida.org.br para se inscrever gratuitamente e receber mais informações.

Há 26 anos, a Portas Abertas realiza o DIP – Domingo da Igreja Perseguida, evento que tem o objetivo de engajar a Igreja brasileira na causa dos cristãos perseguidos por amar a Jesus. Em 2013, tivemos o envolvimento de 5.021 organizadores e igrejas brasileiras que se comprometeram a orar e socorrer a Igreja Perseguida, fazendo a diferença.

[b]Fonte: Portas Abertas Brasil[/b]