Um tribunal da Malásia condenou dois irmãos muçulmanos acusados de incendiar uma igreja cristã durante uma disputa se não-muçulmanos podem usar a palavra “Allah” para se referir a Deus.

O ataque a bomba aconteceu em janeiro e foi o primeiro de uma série sem precedentes de incêndios e atos de vandalismo em 11 igrejas, um templo sikh, três mesquitas e dois locais de orações muçulmanos.

Dois irmãos foram presos e julgados pelo ataque, que destruiu parcialmente uma igreja protestante.

Komathy Suppiah, um juiz do distrito de Kuala Lumpur, condenou os dois na sexta-feira por danos causados por fogo com a intenção de destruir um local de culto.

O juiz deve determinar a sentença mais tarde nesta sexta-feira. Os irmãos podem ser condenados a até 20 anos de prisão.

[b]Fonte: O Globo[/b]