Os norte-americanos estão sendo expostos a mais sexo, violência e linguagem vulgar durante a tradicional “hora familiar” na televisão, no começo da noite, afirmou nesta quarta-feira um grupo de fiscalização norte-americano.

Um estudo realizado pela organização não-governamental Conselho dos Pais para a Televisão descobriu que as cenas de violência durante a “hora familiar” tinham aumentado 52,4 por cento em relação a uma pesquisa similar feita em 2001. O volume de material com conteúdo sexual cresceu 22,1 por cento.

“Nos últimos seis anos, a hora familiar se tornou ainda mais hostil para as crianças e as famílias de um modo geral”, afirmou a entidade.

A “hora familiar” cobre programas que vão ao ar entre as 20h e 21h de segunda-feira a sábado e entre 19h e 21h nos domingos, afirmou o grupo.

O Conselho dos Pais para a Televisão avaliou os programas levados ao ar durante três períodos de duas semanas de 2006 e 2007, nas seis principais redes de TV dos EUA: ABC, a CBS, a Fox, a NBC, a CW e a My Network TV.

O grupo disse ter identificado 2.246 cenas com conteúdo violento, sexual ou profano em 180 horas de programação das redes, o que significa uma cena do tipo a cada 4,8 minutos.

Apenas 10,6 por cento dos 208 episódios de programas avaliados não apresentaram algum tipo de cena de conteúdo sexual ou violento, ou algum tipo de palavra de baixo calão, disse o conselho.

Fonte: Reuters