A polícia descobriu mais detalhes sobre a seita “Legião de Salvadores do Mundo” no inquérito que apura se o auxiliar-geral Vandeir Máximo da Silva (foto), de 27 anos, mordeu o pescoço e chupou o sangue de 16 jovens. Uma menina de 16 anos contou à polícia que tinha a missão de “matar um anticristo que vai nascer e destruir o mundo em 2012”

Os adolescentes participavam de rituais de vampirismo em Presidente Prudente, no interior do estado.

De acordo com a garota, o “vampiro” Vandeir mostrava aos seguidores a foto de uma mulher, que ele dizia ser sua “parceira”, chamada Rainha Atenas. Ela estaria grávida de um demônio, o anticristo. A depoente, seguidora da seita, estava sendo preparada para “concluir a missão dela na Terra e acabar com essa criança”.

A história foi confirmada por um outro rapaz que participou dos rituais da legião. Com a foto da suposta Atenas, a polícia encontrou a mulher grávida no fim da tarde: uma dona-de-casa, de 27 anos, casada com um cobrador de ônibus, mãe de três filhos e grávida de sete meses do quarto. Ela disse à polícia que morou, com sua família, nos fundos de uma casa habitada pelo “vampiro” por oito meses. A mulher afirmou que sempre teve medo de Vandeir.

Segundo o delegado Dirceu Gravina, titular do 4 DP de Presidente Prudente, a grávida é evangélica. Segundo ela, o “vampiro” queria obrigá-la a ler seus livros sobre magia negra e tirou a foto quando ela falava ao telefone. A mulher disse ainda que muitos adolescentes e mulheres freqüentavam a casa de Vandeir. A polícia encontrou ontem livros e desenhos macabros na casa de Vandeir.

Vandeir é apontado por 16 jovens como líder da seita “Legião de Salvadores do Mundo”. Com base nos relatos dos seguidores, ele se dizia um anjo-vampiro e marcava encontros em praças e no cemitério de Presidente Prudente. A polícia indiciou Vandeir anteontem por lesão corporal e corrupção de menores. A polícia também descobriu que a seita tinha uma hierarquia, a começar por Vandeir. Em seguida, havia um coordenador, que aliciava menores em escolas e pela internet, no site de relacionamentos Orkut. Depois, em ordem decrescente, vinham as rainhas, os generais e os guardiões. A polícia investiga se Vandeir estava a serviço de um homem que mantém duas comunidades no Orkut, a Bruxaria-Magia Negra, com 1.029 membros, e a Magia Negra e Feitiçaria.

Fonte: Globo Online