Um caso começa a intrigar a comunidade católica de Teresina em pleno Natal. Desde a semana passada, imagens sacras foram destruídas em pelo menos três igrejas da capital piauiense.

O principal suspeito é um homem alto, magro e moreno, visto nos três locais. Imagens de santas tradicionais e até obras do artesanato piauiense assinadas por Mestre Dezinho foram vitimadas pela ação do vândalo, ainda desconhecido.

O primeiro caso foi registrado na semana passada, na igreja da Vila Operária, zona norte. A foto de Nossa Senhora do Perpértuo Socorro foi rasgada depois do vândalo quebrar o vidro que a protegia. O prejuízo não foi maior porque a paróquia colocou uma cópia no local, já que a original teve de ser levada para a Itália.

Ontem, após a Missa de Natal, por volta de 9h, o vândalo voltou a atacar no bairro Vermelha, zona sul. Na igreja de Nossa Senhora de Lourdes, ele arrancou dois anjos esculpidos por Mestre Dezinho do chão e quebrou suas asas, que foram levadas para restauração. As esculturas ficam no altar da igreja.

Horas depois, na igreja do bairro São Pedro, um vândalo quebrou a proteção de vidro do pequeno santuário montado para Nossa Senhora da Conceição. Depois, ele arrancou a cabeça a imagem de aproximadamente 1,70m e quebrou todo o restante do corpo. A santa, que ficou na paróquia durante cerca de 30 anos, ficou em pedaços, sem condições para reconstrução. A cabeça foi achada no meio da avenida.

Policiais do 3º Distrito Policial foram ao bairro São Pedro na tarde desta sexta-feira (26). Todas as paróquias registraram ocorrência nas delegacias de suas áreas, sempre com depoimentos de um suspeito com as mesmas características.

Fonte: Cidade Verde