A casa onde nasceu o papa Bento XVI, na cidade de Marktl am Inn, sul da Alemanha, amanheceu pichada com frases obscenas de conotação sexual “tão ofensivas que não se pode reportar”, conforme publicou a imprensa local.

De acordo com um porta-voz da polícia da Alta Baviera, região de onde Joseph Ratzinger é originário, os escritos fazem referência aos escândalos de pedofilia que vieram à tona recentemente e envolvem religiosos católicos em várias partes do mundo.

Os grafites foram feitos com spray na noite passada e descobertos por um pedestre por volta das 6h da manhã de hoje, horário local (23h de ontem em Brasília).

O ato de vandalismo é cometido alguns dias antes do aniversário de 83 anos do Pontífice, que nasceu em Marktl am Inn em 16 de abril de 1927.

Tendo ocupado os cargos de arcebispo de Munique e Freising (1977-1982) e prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé (1981-2005), Bento XVI vem sendo questionado por seu papel na punição de pedófilos quando ocupava ambas funções.

A Igreja Católica enfrenta escândalos de abuso sexual em países como Alemanha, Irlanda, Espanha, México, Itália, Áustria, Holanda, Estados Unidos, Brasil, Canadá, França, Suíça, Noruega, África do Sul, Dinamarca, Nova Zelândia e Reino Unido, entre outros.

Fonte: Ansa