A Igreja Católica decidiu afastar três padres do Paraná após suspostas violações de e-mail envolvendo a Cúria Diocesiana de Foz do Iguaçu.

O afastamento foi determinado pela Congregação para o Clero e é baseado em denúncias feitas pelo bispo Dom Dirceu Vegine. Segundo o religioso, sete padres acessaram mensagens eletrônicas confidenciais, que também foram distribuídas.

O caso teria ocorrido em agosto de 2012, mas só foi divulgado em julho de 2013, quando o bispo procurou a polícia e denunciou o susposto crime virtual. Os religiosos receberam a comunicação do afastamento e deveriam deixar as paróquias até o fim da tarde de sábado.

O conteúdo dos e-mails está está sob segredo de justiça, mas, segundo o advogado que representa os padres, as mensagens, que teriam sido repassadas a pelo menos 50 paróquias da cidade, tinham críticas a sacerdotes, cardeais e até ao Papa Francisco. As denúncias estão sendo investigadas pela Polícia Civil do Estado e pela própria Igreja.

[b]Fonte: Zero Hora[/b]