O Secretário de Estado do Vaticano, o cardeal Tarcisio Bertone, considerou que os atentados realizados ontem, contra dois ônibus, na cidade libanesa de Ain Alak, tinham objetivo “anticristão”.

Bertone assinalou o objetivo “anticristão” dos atentados ao término de uma missa que celebrou no XV Convênio Nacional da Obra Romana de Peregrinações.

A área na qual ocorreu o atentado pertence a uma zona cristã maronita, reduto da família Gemayel, à qual pertencia o ex-ministro da Indústria Pierre Gemayel, morto em novembro passado, em um outro atentado.

O atentado de ontem contou com a explosão de cargas que estavam escondidas entre os assentos de dois microônibus, que transportavam partidários do Governo de Fouad Siniora, e deixaram três mortos.

Bertone convidou pediu a todos que rezassem pelo Líbano, “uma terra martirizada, e pela qual o Papa já realizou diversos pedidos de paz”.

No Ângelus dominical de 28 de janeiro, o Papa Bento XVI expressou seu pesar pelos episódios de violência no Líbano, e pediu aos libaneses que “superem os comportamentos egoístas que prejudicam seu próprio país”.

Fonte: EFE