A Mistral Air – empresa aérea contratada pelo Vaticano para organizar vôos a locais considerados sagrados pelos católicos – estuda a abertura de uma rota entre Roma e São Paulo.

A informação foi revelada ao Estado pela própria empresa, com o objetivo de facilitar as viagens entre Aparecida e o Vaticano. A porta-voz da companhia italiana, Paola Scuderoni, não descarta que uma decisão possa ser tomada já em 2008.

No início da semana, o Vaticano anunciou vôos mais baratos a fiéis que queiram viajar para Lourdes, na França. No início de 2008, outras rotas serão estabelecidas para Fátima, em Portugal, Santiago de Compostela, na Espanha, para o Santuário da Virgem de Guadalupe, no México, o Sinai, no Egito, e a Terra Santa.

O projeto é da Obra Romana para as Peregrinações (ORP), instituição subordinada ao Vaticano que funciona como uma agência de viagens oficial da Igreja, organizando tours para peregrinos.

Segundo Paola, da Mistral Air, não há ainda uma decisão sobre a rota ao Brasil. Mas o assunto está sendo avaliado com cuidado pela empresa. “Uma das medidas que teremos de tomar para isso será a aquisição de novos aviões”, afirmou a porta-voz empresa, que pertence aos Correios da Itália.

Estímulo à peregrinação

Segundo o vice-presidente da ORP, Liberio Andreatta, a decisão do Vaticano de investir em um serviço próprio de vôos fretados “contribuirá para o crescimento da peregrinação no mundo”.

A ORP estima que a demanda pelo novo serviço será de 150 mil passageiros por ano. Inicialmente, os vôos partirão de Roma, mas o plano é que, no futuro, haja linhas partindo também de Milão. O slogan adotado na decoração das aeronaves da Mistral Air é a frase “Busco teu rosto, Senhor!”, ostentada no encosto dos assentos.

Fonte: Estadão