O Vaticano puniu um bispo belga que se afastou de seu posto no ano passado, após admitir que abusou sexualmente de seu sobrinho.

Segundo a liderança da Igreja Católica, o religioso não pode mais atuar como padre em público.

O Vaticano afirmou que o ex-bispo de Bruges, Roger Vangheluwe, pode ainda receber mais punições após seu tratamento psicológico. Essa foi a primeira aplicação das novas regras contra abusos sexuais aprovadas no ano passado pelo Vaticano. A nova legislação dá à Congregação para a Doutrina da Fé jurisdição para investigar e punir bispos e cardeais que abusem de crianças, podendo inclusive chegar a suspensão.

A Igreja esclareceu o caso após a Conferência de Bispos da Bélgica afirmar, no fim de semana, que Vangheluwe havia sido simplesmente enviado para fora da Bélgica para aconselhamento espiritual e psicológico.

[b]Fonte: Estadão[/b]