O bispo emérito de San Pedro (Paraguai), Fernando Armindo Lugo Méndez, foi suspenso de seu cargo por ter se apresentado como candidato nas eleições presidenciais que serão realizadas em 2008, anunciou nesta quinta-feira a Radio Vaticano.

O decreto que o proíbe de exercer seu cargo foi firmado pelo cardeal Giovanni Battista Re, prefeito da Congregação para os Bispos, e leva a data de 20 de janeiro, mas foi divulgado apenas nesta quinta-feira pela emissora do Vaticano.

O cardeal Re lamentou que o religioso não tenha levado em conta as advertências da Santa Sé para que reconsiderasse sua decisão de deixar o estado clerical antes de se lançar na arena política.

Monsenhor Lugo, 55, foi designado bispo em 1994 por João Paulo II e recentemente havia apresentado ao Papa sua “renúncia ao ministério eclesiástico” para “retornar à condição de laico”.

Lugo era bispo de San Pedro, uma das regiões mais pobres do país, onde, segundo uma recente pesquisa, contava com alto apoio popular. Ele é apontado como favorito para vencer as eleições presidenciais de 2008, segundo pesquisa divulgada em dezembro pelo jornal ABC.

O prelado contava com 24,9% das intenções de voto, frente aos 21,8% de Nicanor Duarte, atual presidente, e os 18,1% do líder opositor Lino Oviedo, detido há mais de 28 meses numa prisão militar.

Fonte: Folha Online