As autoridades da ilha indonésia de Sumatra se preparam para um forte terremoto de 8,5 graus de magnitude, depois de prevenidas pelo vidente brasileiro Jucelino Nóbrega da Luz, segundo confirmaram à Efe fontes oficiais.

“Recebemos uma mensagem através da embaixada da Indonésia em Brasília que nos informa que o professor Nóbrega da Luz acredita que um forte terremoto acontecerá em algum ponto de Sumatra no dia 23 de dezembro”, explicou Hamsir Lair, secretário do Governo de Bengkulu, no litoral sudoeste de Sumatra.

“Estamos tomando todas as precauções necessárias. Avisamos à população que esteja alerta para enfrentar um forte terremoto e preparamos a resposta dos serviços de emergência, por via das dúvidas”, acrescentou Lair.

Husni Hassanuddin, porta-voz do Governo provincial, afirmou que “um grupo de altos funcionários se reuniu recentemente para decidir sobre o número de refúgios a instalar, sobretudo para cobrir as povoações do litoral”, informou hoje a agência estatal “Antara”.

Segundo Hassanuddin,as autoridades sabem que não se pode prever um terremoto com tanta precisão e que a informação do vidente brasileiro não tem base científica. Mas preferiram tomar medidas para não ter de enfrentar críticas se realmente acontecer alguma coisa. Assim, o Governo regional vai promover várias simulações de evacuação até 23 de dezembro.

Jucelino da Luz garante no seu site que anunciou com sucesso fatos como o tsunami que causou a morte de mais de 200 mil pessoas em dezembro de 2004 e os atentados contra o World Trade Center de Nova York, em setembro de 2001. Ele afirma que enviou várias cartas ao presidente americano George W. Bush, desde 1998, alertando para os ataques terroristas.

Entre as suas últimas premonições está a de um grande tsunami que se originará nas Ilhas Canárias, por causa de um vulcão, no fim de 2013, que arrasará o litoral americano.

O vidente brasileiro é conhecido internacionalmente por reivindicar do Governo dos Estados Unidos US$ 25 milhões como recompensa por ter informado, numa carta, o lugar onde estava escondido Saddam Hussein.

Fonte: EFE