A Vila Olímpica que vai abrigar os atletas durante os Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, contará com uma Igreja Católica, apesar de a China ser um país laico e sem laços diplomáticos com o Vaticano.

De acordo com o jornal China Daily, a igreja da Vila Olímpica terá caráter temporário. As outras igrejas da capital estarão abertas para receber os fiéis que visitarem o país durante a competição.

A diocese de Pequim está preparando sacerdotes poliglotas para celebrar as missas durante os Jogos, segundo Liu Bainian, porta-voz da Associação Patriótica Católica da China, igreja oficial legitimada pelo Governo do Partido Comunista da China e não reconhecida pelo Vaticano. “Tudo estará preparado como nas outras cidades anfitriãs dos Jogos Olímpicos”, prometeu Liu.

Desde a nomeação do Papa Bento XVI, em 2005, China e Vaticano mantêm contatos para restabelecer laços diplomáticos.

Segundo os organizadores dos Jogos, a Vila Olímpica contará com um centro de serviços religiosos para satisfazer às necessidades espirituais de atletas de diferentes credos. A cozinha também oferecerá pratos preparados segundo suas crenças religiosas.

Fonte: Estadão