A vitória do candidato a vereador Herculano Borges Daniel, do PSC, em Campo Grande (MS), definitivamente, foi uma questão de fé.

Afinal, o próprio candidato eleito aponta que metade de seus 4.078 votos foi garantida pelos evangélicos. “Eu creio que pelo menos metade foi de votos obtidos pelo trabalho na igreja”, afirma o recém-eleito, que nesta segunda-feira, no diretório do PSC, estreava a nova rotina de dar entrevistas à imprensa.

Satisfeito pela vitória na primeira eleição que disputou, Herculano, de 34 anos, atribui sua participação no processo eleitoral a um chamado de Deus. Ele relata que assinou a ficha de filiação no último dia permitido pela justiça eleitoral. Herculano aponta que estava dividido entre dois partidos políticos, mas escolheu o PSC quando retornou de uma viagem a Israel. “Foi a mão clara de Deus”, acredita.

Além do apoio da igreja Visão Celular, Herculano assinala que contou com o empenho da família: sua mãe é prima do presidente da Câmara Municipal, Edil Albuquerque (PMDB), que foi eleito vice-prefeito na coligação de Nelson Trad Filho. “Já a tia do meu pai foi a primeira vereadora de Campo Grande”, recorda.

Bancada evangélica

Para 2009, quando inicia as atividades no legislativo municipal, Herculano planeja integrar a “bancada evangélica”. De acordo com ele, o grupo deve contar com seis vereadores eleitos pelo voto dos evangélicos.

Sobre o futuro trabalho, ele pretende apresentar leis que “abençoem a família”. Porém, acrescenta que “o projeto máster será a utilização do esporte como ferramenta de oportunidade”. O vereador eleito é formado em educação física e diretor do colégio CBA/ABC.

Fonte: Campo Grande News