Localizada em uma região estratégica, entre a Europa e a Ásia, a Turquia era uma espécie de encruzilhada para muitos povos da antiguidade.

Em alguns períodos, a região fez parte de importantes rotas comerciais e era constantemente atravessada por caravanas que transportavam seda e especiarias da China.

[b]A Igreja
[/b]
Apesar de o país ter sido uma importante base cristã no passado, restam poucos cristãos na Turquia.

A comunidade cristã atual é formada por ortodoxos, na maioria, protestantes e um pequeno grupo de católicos. Há também comunidades de ex-muçulmanos, mas que se reúnem de forma discreta.

Geralmente os jovens deixam o país para ir estudar, o que faz com que a população cristã diminua.

Os turcos guardam amargas lembranças de ações da Igreja em tempos remotos, e possui falsas percepções e ideias sobre o cristianismo. Atualmente há 1.100 missionários no país.

[b]A perseguição
[/b]
A Constituição garante liberdade religiosa e, geralmente, o governo respeita esse direito na prática. Ainda que o proselitismo seja legal no país, muçulmanos, cristãos e baha”is enfrentam algumas restrições e prisões ocasionais sob a acusação de praticá-lo ou de praticar reuniões não-autorizadas.

Respeitar a liberdade religiosa dos não-muçulmanos é essencial para a concretização da expectativa da Turquia em participar da União Europeia. Portanto, a reforma de leis contra igrejas cristãs tem sido facilitada, e o preconceito antiocidental retirado de textos didáticos das escolas. A atual liderança do partido Justiça e Desenvolvimento (AK) chegou até a restaurar uma antiga Igreja armênia no leste da Turquia, ignorando as objeções dos seus membros mais religiosos.

Mas, ao mesmo tempo, o sentimento anticristão está no ar. Existe um popular seriado de televisão chamado “Vale dos Lobos”, que apresenta cenas que depreciam os cristãos. A série retrata um adolescente convocado por um grupo nacionalista a matar um editor de livros cristãos, e alguns episódios passam a ideia de que missionários cristãos são inimigos da sociedade e culpados por ligações com organizações criminosas que praticam tráfico de órgãos e prostituição.

Um novo ultra-nacionalismo mesclado com militância islâmica tem causado numerosos ataques contra cristãos nos últimos anos em toda a Turquia. Na região do Mar Negro, adolescentes desempregados estão especialmente inclinados a isso. “O empenho dos cristãos está crítico”, diz Husnu Ondul, presidente da sede da Associação Turca dos Direitos Humanos de Ancara.

[b]Motivos de oração
[/b]
1. A Igreja turca necessita de encorajamento para permanecer firme. A perseguição tem se agravado e atingido missionários também.

2. A Igreja turca possui uma imagem ruim perante a opinião pública. Memórias de épocas remotas precisam ser compensadas por novos ministérios de restauração e reconciliação. Alguns destes ministérios já foram iniciados. Ore pelo sucesso dessas iniciativas.

3. A Igreja está em declínio, apesar de crescer em alguns setores. A Igreja turca precisa ganhar evidência e ser apoiada com programas de treinamento e discipulado. Ore pela unidade dos líderes cristãos na Turquia.

4. Ore pelos cristãos que estão sofrendo processos judiciais. Alguns estão sendo julgados por causa de suas atividades religiosas, outros sofrem com a burocracia, pois são cristãos. Peça ao Senhor para fazer justiça em todos esses casos.

[b]Fonte: Missão Portas Abertas
[/b]