Início Site

Aprenda a Tocar Violão do ZERO ao Avançado em 8 Semanas

Aprenda a tocar violão
Aprenda a tocar violão

O que é o Método V8S?

Método V8S é o Curso Método Violão Em 8 Semanas.

Esse é o único método de ensino de violão baseado em aprendizagem acelerada que te permite ir do zero ao avançado em apenas 8 semanas mesmo que você acredite não ter talento, dom ou tempo para praticar. Aplicar esse método fará você impressionar a galera e ainda ser lembrado como o cara do violão!

Ele é um curso 100% Online com mais de 110 aulas gravadas, detalhadas passo a passo.

TOQUE VIOLÃO NA SUA IGREJA
EM APENAS 8 SEMANAS

Garantia Incondicional de 7 dias. Se você seguir o método, praticar os exercícios e em 7 dias achar que não teve nenhuma evolução ou que o curso não é para você, é só mandar um e-mail e todo o seu investimento será devolvido.

Dia Das Mães: Ótimo presente para quem está grávida ou já é mãe

Mãe e bebê
Mãe e bebê

Ser mãe é a maior dádiva que Deus pode conceder para uma mulher.

Mas para as mães de hoje, que precisam dividir as tarefas de casa com as obrigações do trabalho, ter filho traz muitas dúvidas e incertezas.

Neste DIA DAS MÃES, que tal presentear você mesma ou alguma irmã ou amiga que esteja grávida para que possa tirar todas as dúvidas sobre gestação e maternidade com a ajuda e orientação de uma equipe de 11 médicos especialistas?

Isso mesmo, uma equipe de pediatra, psicóloga, cirurgião plástico, nutricionista, enfermeira, fisioterapeuta, dermatologista, biomédica e 3 ginecologistas/obstetras.

Todos a sua disposição 24 horas por dia/7 dias da semana.

Com esse conhecimento, você conseguirá ter uma gestação tranquila, sem se preocupar com as principais dúvidas que toda futura mamãe tem.

Mais de 360 mil mamães já tiveram essa ajuda e agora chegou a sua vez.

Receba toda orientação desde a descoberta da gravidez

Não Perca Tempo. Clique no botão abaixo.

Esposa de Silas Malafaia apresenta curso de liderança para mulheres

Pastora Elizete Malafaia

A pastora Elizete Malafaia, esposa do pastor Silas Malafaia, abriu mais uma turma do seu curso “Mulheres na Liderança“. Trata-se de um treinamento com três módulos e mais de 30 aulas intensas, que abordam temas como:

  • Uma líder acima da mediocridade;
  • Princípios para uma liderança vitoriosa;
  • O poder de influência da mulher;
  • A mulher na pós-modernidade: vida pessoal, conjugal e familiar;
  • Segredos de Deus para uma estima elevada

O objetivo do curso é capacitar e motivar as mulheres a desenvolverem e aperfeiçoarem a sua liderança como esposa, mãe, profissional e serva do Senhor.

O propósito da Pra. Elizete é transmitir ensinos que fortaleçam a sua autoestima e despertá-la para a importância de manter um relacionamento mais íntimo com Jesus Cristo.

Ao final do curso, a aluna receberá um certificado de conclusão e poderá acessar todo o conteúdo por um ano.

Clique no botão abaixo e se inscreva agora:

Oportunidade: Pandemia faz crescer em 50% procura por conserto de celulares

Celular smartphone (Foto por Essow Kedelina on Pexels.com)
Photo by Essow Kedelina on Pexels.com

Por causa da pandemia do coronavírus, as assistências técnicas que consertam celulares registraram aumento de mais de 50% na procura.

Os preços dos serviços nas assistências técnicas ficaram mais caro por causa da demanda —aproximadamente 30% maior em relação ao pré-pandemia.

Então, não perca tempo e faça agora mesmo um curso de manutenção de celulares e tenha uma nova profissão!

Este Curso Revolucionário já ajudou milhares de pessoas no Brasil a ter seu negócio próprio 100% lucrativo com conserto e manutenção de celulares em poucos dias.

E com grande diferencial no mercado com Reparo em Placas de Smartphone e Iphone.

Aulas Gravadas em Assistência Técnica responsável pelo Reparo e Manutenção de 8.000 mil Aparelhos Celulares
curso com + De 240 aulas – 90 horas de conteúdo
.

AINDA ESTÁ COM DÚVIDAS?

VEJA AQUI DEPOIMENTOS DE QUEM
COMPROU O CURSO

NÃO PERCA MAIS TEMPO. TORNE-SE UM PROFISSIONAL EM MANUTENÇÃO E CONSERTO DE CELULAR. CLIQUE NO BOTÃO ABAIXO.

Ganhe até R$ 12 Mil com seu Próprio Negócio de Marmitas FIT em casa

Ana Laura Ferraz - FIT Lucrativo
Ana Laura Ferraz - FIT Lucrativo

Aprenda a montar seu próprio negócio de marmitas fitness em casa e ganhe de 4 à 12 mil reais já no seu primeiro mês na sua cidade ou região

Você vai aprender a montar um negócio em um dos mercados mais promissores do Brasil, que hoje movimenta mais de 90 bilhões de reais por ano.

No curso FIT Lucrativo, você vai entrar para uma familia, uma comunidade de mulheres empreendedoras, que não dão desculpa e fazem acontecer!

Você vai aprender tudo… Como ir às compras, preparar os alimentos, cozinhar as mais deliciosas e saudáveis receitas, vender através das redes sociais, enfim, vou te explicar tudo que você precisa saber para montar seu próprio negócio e ganhar no mínimo de 2 à 5 mil reais por mês, sem sair da sua casa.

Somos o Único curso que tem uma Mentoria

para lhe ajudar em toda a sua Trajetória

Isso mesmo!

Eu, Ana Laura Ferraz irei tirar suas dúvidas

e darei todo o Suporte em nosso grupo do

Telegram e você também poderá interagir

com outros alunos e Trocar Experiências

Veja o que você mesma vai fazer…

e muito mais…

Faça sua inscrição agora no programa FIT Lucrativo

Comece 2021 lendo a Bíblia. Baixe E-book Grátis

Mãos postas sobre a Bíblia durante oração
Mãos postas sobre a Bíblia durante oração

Todos sabemos que um corpo sem nutrição é um corpo fraco e que caminha para a morte.

Isso acontece tanto em nosso mundo físico como espiritual.

Em se tratando de mundo espiritual, temos que nos alimentar com Cristo.

Com o conhecimento da Bíblia nos resguardamos de qualquer mentira.

Para ajudar você nós criamos este e-book que você vai receber gratuitamente.

Ele contém um plano de leitura da Bíblia idealizado para facilitar sua compreensão das Escrituras.

Curso de Interpretação Bíblica: Gênesis a Apocalipse

Curso Interpretação Bíblica: Gênesis a Apocalipse
Curso Interpretação Bíblica: Gênesis a Apocalipse

Quer Entender e Interpretar a Bíblia de Gênesis a Apocalipse para Pregar e Ensinar com Profundidade?

Especialista em Hermenêutica Bíblica, pelo Método de Gêneros e Contexto Bíblico, Ensina Interpretar a Bíblia com Facilidade em 30 Dias Até Mesmo Para Quem Nunca Fez Seminário.

Esteja Preparado, Capacitado, Pronto e Apto para:

  • Aprende interpretar figuras ou parábolas;
  • Aprende como ler e entender a Bíblia com um método fácil;
  • Aprende como entender as profecias bíblicas;
  • Aprende como fazer uma pesquisa no texto bíblico;
  • Aprende utilizar ferramentas auxiliadoras na interpretação;
  • Aprende o que é autoria, datação e palavra-chave e sua importância;
  • Aprende como encontrar o contexto bíblico.

Assista a Uma Aula Gratuita Clicando Aqui.

Na aquisição do extraordinário Curso Interpretação Bíblica: Gêneses a Apocalipse, você terá acesso à VIDEOAULAS totalmente didáticas que te levarão a entender com muito mais facilidade e fidelidade o que Deus desejou nos comunicar por meio de sua bendita Palavra.

Aprenda a elaborar sermões e pregar sem medo ou timidez

Curso Manual Completo Pregador Vocacionado

Quer Pregar Com Conhecimento Bíblico Profundo, Dominando a Oratória, com boa Dicção, Citando Versículos de Memória, sem Timidez e com total Eloquência?

Conheça o Curso Manual Completo Pregador Vocacionado 100% on-line do
Instituto de Aperfeiçoamento Cristão.

Esteja Preparado, Capacitado, Pronto e Apto para:

  • Elaborar sermões de qualquer tipo: Temático, Textual e Expositivo
  • Pregar a Palavra do Senhor sem Medo e sem Timidez
  • Falar em Público com convicção e transmitir segurança e confiança para os ouvintes
  • Memorizar o sermão e ter a liberdade de não ficar preso ao esboço
  • Saber qual texto usar em determinadas ocasiões
  • Saber como interpretar a Bíblia para pregar
  • Segurar a Atenção da Igreja para Si durante toda a sua ministração
  • Usar corretamente as ilustrações e gerar muito mais envolvimento em suas mensagens
  • Será capaz de ministrar em qualquer situação! Evento, culto, campanha, ceia, congresso, festividade e ar livre

+ 7 SUPER BÔNUS PREMIUM

  • CURSO INTERPRETAÇÃO BÍBLICA: GÊNESIS A APOCALIPSE;
  • COLETÂNEA DE 5000 SERMÕES ALTAMENTE INSPIRADORES;
  • COLETÂNEA COMPLETA DE 2700 ILUSTRAÇÕES PARA TORNAR  SEUS SERMÕES MUITO MAIS ENVOLVENTES;
  • BIBLIOTECA DO PREGADOR COM LIVROS EM PDF QUE SÃO FUNDAMENTAIS E DE GRANDE AUXÍLIO NO PREPARO DE SERMÕES BEM ELABORADOS;
  • E-BOOK MANUAL COMPLETO PREGADOR VOCACIONADO ESTÁ TODO O CONTEÚDO DO CURSO EM FORMATO PDF;
  • HEBRAICO BÍBLICO PARA PREGADORES;
  • GRUPO DE PREGADORES NO WHATSAPP.

Pastor Felippe Valadão é denunciado por intolerância contra religiões de matriz africana

Pastor Felippe Valadão
Pastor Felippe Valadão

Um grupo de religiosos de matrizes africanas foi até a 71ª DP (Itaboraí), nesta sexta-feira 20, registrar um boletim de ocorrência contra o pastor evangélico Felippe Valadão, após falas consideradas de intolerância religiosa durante um evento oficial da Prefeitura de Itaboraí, na noite de quinta-feira (19).

A delegacia os orientou também a registrar o caso na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi).

O pastor, líder da Igreja Batista da Lagoinha de Niterói, foi convidado pela prefeitura para abrir uma série de shows que acontecem na cidade em comemoração aos 189 anos do município.

O evento contou com apresentações e com uma pregação do pastor da igreja Lagoinha, em Niterói, que usou o termo “endemoniados” para se referir aos pais de santo e disse que os terreiros de umbanda do município iriam fechar.

“Avisa aí para esses endemoniados de Itaboraí que o tempo da bagunça espiritual acabou. A igreja está na rua! A igreja está de pé! Pode matar galinha, pode fazer farofa, pode fazer o que quiser. E ainda digo mais: prepara para ver muito centro de umbanda fechado na cidade (…) Deus vai começar a salvar esses pais de santo que tem aqui na cidade”, disse o pastor durante a explanação.

Deputado aciona Ministério Público

O deputado Átila Nunes (MDB), relator da CPI da Intolerância Religiosa, na Alerj, vai acionar o Ministério Público para investigar o uso de dinheiro público de Itaboraí para financiar o evento no qual o pastor evangélico Felippe Valadão fez ofensas de caráter racista religioso contra líderes espirituais da região.

De acordo com o deputado Átila Nunes (MDB), o Ministério Público e a Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) devem investigar o caso, por contar com apoio da Prefeitura de Itaboraí, e punir os responsáveis.

“O ódio religioso promovido e financiado por Itaboraí precisa ser investigado. Preparamos uma representação ao Ministério Público contra o autointitulado pastor e contra o prefeito de Itaboraí, que patrocinou o show de horrores com dinheiro público. Também vamos pedir que a Decradi entre no caso para que ameaças contra a liberdade de toda a diversidade não sejam banalizadas. Não vamos permitir que a violência volte a silenciar os cultos afro-brasileiros no Rio”, relata o deputado.

Vice-presidente da Comissão de Combate às Discriminações e Preconceitos de Raça, Cor, Etnia, Religião e Procedência Nacional da Alerj, a deputada estadual Mônica Francisco propôs ao colegiado o envio de um ofício à prefeitura de Itaboraí, para que deem explicações sobre as declarações do pastor. O documento foi enviado nesta sexta-feira (20).

“Essa atitude nos causa muita tristeza e indignação. Desejo que a gente não venha mais a tolerar esse tipo de postura por parte de quem quer que seja. A narrativa bíblica não orienta a violência contra quem quer que seja, muito pelo contrário. Na própria orientação da figura histórica de Jesus, enquanto profeta e mestre, ele dizia que era necessário amar ao próximo como a si mesmo e que não devemos fazer diferenças entre as pessoas”, diz Mônica, que também é pastora evangélica.

Fonte: Extra e Meia Hora

Globo fará novela com protagonista evangélica

Logo da Rede Globo
Logo da Rede Globo

Atenta ao aumento de evangélicos no Brasil, a TV Globo está preparando uma produção que atraia o público cristão, informou uma coluna do Splash UOL nesta quinta-feira (19).

O diretor da TV Globo e Afiliadas, Amauri Soares, reconheceu que o Brasil caminha para ser um país de maioria evangélica e deixou claro que a emissora acompanharia essa mudança, durante sua participação na Rio2C – Rio Criative Conference, em abril.

“Vai Na Fé” será a novela das sete e tem estreia prevista para novembro, segundo a coluna do Fefito.

O UOL informa que a protagonista da novela será Solange, uma vendedora de marmita que é evangélica. Com o marido desempregado e as dívidas acumulando, ela acaba se tornando backing vocal de um cantor de funk, para ajudar a pagar as contas.

“Com isso, será discutida a maneira como ela concilia sua fé com o novo momento de vida”, diz a coluna.

De acordo com a sinopse, Solange será mãe de duas adolescentes e também sustenta sua mãe. Ela é descrita como uma “mulher cristã, muito apegada à fé e aos ensinamentos do pastor”.

A trama é escrita por Rosane Svartman, autora de “Totalmente Demais”.

Globo quer conquistar evangélicos

O site Na Telinha informa que entrou em contato com uma pessoa que leu a sinopse da novela. Ela revelou que haverá uma mudança de perfil em relação ao estereótipo evangélico mostrado pela novela “Duas Caras”, de Aguinaldo Silva, em 2008.

“Nada de evangélicos expulsando demônios no meio da rua ou tendo premonições, nem muito menos charlatões. Dessa vez, a trama irá mostrar que os protestantes brasileiros estão em toda parte da sociedade e a religião virou uma espécie de catolicismo contemporâneo, e não é um impeditivo ou fator para dar medo em alguém”, diz o site.

Depois de consultar um produtor da Globo, o Na Telinha reportou ainda que a diretoria da emissora viu a necessidade de alcançar os evangélicos, que migraram para as novelas bíblicas da Record.

A emissora também pretende romper a resistência com a audiência cristã e mudar a narrativa de que “as novelas da Globo são contra a família”.

Fonte: Guia-me com informações do UOL

Amanda Wanessa: Marido revela quando a cantora deve receber alta

Cantora gospel Amanda Wanessa
Cantora gospel Amanda Wanessa

O marido da cantora gospel Amanda Wanessa, Dobson Santos, revelou quando a esposa receberá alta. A artista está internada desde janeiro do ano passado no Real Hospital Português, em Recife, após sofrer um acidente de carro em Barreiros, Pernambuco.

Dobson conversou com o NE10 nessa quarta-feira (18) e falou sobre o estado de saúde de Amanda, além de agradecer o apoio e as orações de amigos, familiares e fãs.

Segundo ele, a esposa continua passando por tratamentos de fisioterapia e fonoaudiologia. “Está tudo na paz. Amandinha tá bem graças a Deus, aguardando um último procedimento pra ela ter alta. Deus no controle de tudo!”, disse ele.

Ainda de acordo com Dobson, Amanda deve receber alta do hospital em breve. “Até julho”, contou. O marido da artista disse que está animado para que todos da família fiquem reunidos.

No dia 20 de abril, data em que Amanda completou 35 anos, a gravadora MK Music lançou a música inédita da adoradora “Me Refazer”. (Veja o clipe aqui)

A canção, que já estava pronta junto com o clipe antes do acidente, ganhou um significado especial para a família de Amanda. “O milagre na vida de Amandinha vai chegar”, declarou Dobson.

Sobre o acidente

Amanda sofreu um grave acidente de carro no dia 4 de janeiro do ano passado na PE-060, em Barreiros. Ela estava dirigindo um carro que colidiu com um caminhão.

No dia do acidente, além da cantora, estavam também no carro o pai de Amanda, que não precisou ser internado; sua filha, Mel, de 6 anos, que passou por cirurgia; e sua amiga, Jussara Pimentel, que também se recuperou.

De acordo com a polícia, foi constatado na perícia que Amanda dirigia o carro a 130 quilômetros por hora. O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) arquivou o inquérito sem apontar culpados. O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) entendeu que o acidente ocorreu “por culpa exclusiva da vítima”.

Enquanto a família enfrenta a aflição pela recuperação da cantora, Dobson Santos tem cuidado de perto da filha. “Tenho me dedicado e me esforçado com toda atenção necessária. Conversamos e brincamos, sempre passando para ela confiança, sendo presente e dando muito amor e carinho”, disse.

O marido de Amanda afirmou que acompanha todas as manifestações de apoio e agradeceu todas as mensagens “de carinho, amor, fé e esperança”.

Folha Gospel com informações de NE10 e Guia-me

Disney lança linha de roupas LGBT para crianças e é criticada por promover ‘confusão sexual’

Alguns itens da linha LGBT da Disney
Alguns itens da linha LGBT da Disney

A Disney lançou uma nova linha de roupas “Pride Collection” para crianças em meio à controvérsia em torno da reação da corporação à nova lei de direitos dos pais na educação da Flórida e relatou esforços para incluir a defesa LGBT na programação infantil.

A empresa de entretenimento familiar lançou a nova linha de moda na segunda-feira, com mercadorias como suéteres, camisetas, roupas de bebê e outros itens, todos com a bandeira do orgulho do arco-íris que simboliza o movimento LGBT. O lançamento da coleção ocorre duas semanas antes do início do chamado mês do orgulho, que os ativistas LGBT reconhecem todo mês de junho.

Muitos dos produtos também incluem imagens com temas LGBT do icônico personagem da Disney Mickey Mouse e as franquias Star Wars, Marvel e Pixar da empresa. A empresa está vendendo os itens por meio de sua loja online “shopDisney”, lojas de varejo da Disney e parques temáticos.

“A Disney Pride Collection foi criada por funcionários e aliados LGBTQIA+ da The Walt Disney Company e é um reflexo de suas incríveis contribuições e lugar no coração da empresa”, escreveu a corporação em um comunicado anunciando a linha de roupas. “Somos solidários com nossa comunidade LGBTQIA+ em todos os lugares”.

Em um artigo de opinião publicado pelo The Daily Citizen , Zachary Mettler, redator da equipe e contato de comunicação da organização cristã Focus on the Family, afirmou que a Disney está “focando” crianças com uma agenda LGBT.

“A nova linha de roupas é apenas uma parte do esforço contínuo da Disney para promover a confusão sexual em crianças”, disse Mettler ao The Christian Post. “As crianças não foram projetadas para carregar o peso da sexualidade adulta.”

Ele sugeriu ainda que a Disney está tentando plantar a ideia nas cabeças das crianças de que o casamento de casais do mesmo sexo é moralmente o mesmo que um casamento entre um homem e uma mulher. Ele disse que a empresa de entretenimento familiar está tentando ensinar às crianças que o gênero é maleável, algo que ele imagina que irá “confundir” e impactá-las negativamente quando se tornarem jovens adultos.

Em seu anúncio da linha de roupas, a Disney prometeu doar a totalidade dos lucros da coleção até 30 de junho para várias organizações ativistas LGBT, incluindo: Ali Forney Center, GLSEN, LGBTQ Center OC, Los Angeles LGBT Center, PFLAG National, SF LGBT Center, The Trevor Project e a Zebra Coalition.

Mettler vê isso como um sinal de que a corporação se tornou mais aberta sobre sua posição sobre questões LGBT do que em anos anteriores.

De acordo com a Fox Business, a corporação produz roupas com tema de orgulho para crianças todos os anos desde 2018, mas anteriormente doava apenas uma pequena porcentagem dos lucros. Este ano, a empresa também renomeou a linha de moda de Rainbow Disney Collection para Disney Pride Collection.

“Acho que os pais precisam estar especialmente atentos ao conteúdo que seus filhos estão consumindo e, idealmente, discutir proativamente essas questões com eles. Particularmente tópicos sobre sexualidade e identidade de gênero, para que seus filhos saibam como navegar no conteúdo que essas organizações promover”, disse Mettler.

Em 11 de março, o CEO da Walt Disney Company, Bob Chapek, pediu desculpas aos funcionários por meio de uma carta por não ter uma posição mais firme contra o projeto de lei HB 1557 da Flórida . A lei proíbe orientação sexual e instrução de identidade de gênero para alunos do jardim de infância até a terceira série e exige que as escolas notifiquem os pais sobre os serviços de saúde de seus filhos no campus.

A Disney inicialmente permaneceu neutra sobre a legislação que os críticos ridicularizaram como um projeto de lei “Não diga gay”, mudando sua postura após críticas de funcionários e apoiadores LGBT. A empresa condenou o projeto de lei em um comunicado de 28 de março, declarando que “nunca deveria ter sido aprovado e nunca deveria ter sido assinado em lei”.

Algumas semanas depois que a empresa criticou publicamente o projeto de lei, vazaram imagens de vídeo obtidas por Christopher Rufo, do Manhattan Institute, mostrando funcionários da Disney discutindo seus esforços para promover uma mensagem LGBT na programação infantil da empresa.

Durante a reunião, Latoya Raveneau, produtora executiva da Disney, elogiou os showrunners do reboot de “Proud Family” da empresa por aderirem à sua “agenda gay nada secreta”. O spinoff da série animada infantil apresenta novos personagens, incluindo um casal do mesmo sexo.

Franklin Graham, CEO da Samaritan’s Purse e da Billy Graham Evangelistic Association, disse que a Disney “foi longe demais” em um post no Facebook no mês passado.

“O que aconteceu na Disney é um fracasso moral”, insistiu Graham. “Walt Disney tinha uma visão de entretenimento familiar saudável. Ele estava comprometido com a família. A moral da liderança corporativa da Disney hoje está na sarjeta, e eles querem redefinir a família contra o projeto original de Deus e ostentar o pecado.”

Folha Gospel com informações de The Christian Post

Edição espanhola da Bíblia Católica Romana muda texto ‘pescadores de homens’ para ‘pescadores de pessoas’

A Bíblia católica e um terço
A Bíblia católica e um terço

Uma nova versão em espanhol da Bíblia Católica Romana está trocando a palavra “homem” por “pessoa”.

A Bíblia de Jerusalém da editora Desclée de Brouwer atualizou a palavra usada para “homem” (“hombre”) para “pessoa” (“persona”) em sua última edição em espanhol.

O movimento muda o chamado icônico de Jesus aos Seus discípulos para se tornarem “pescadores de homens” em Mateus 4:19 para os “pescadores de pessoas” mais neutros em termos de gênero.

Em grego, a palavra para “homem” é “antropos”, que é usada mais de 500 vezes no Novo Testamento, incluindo vários casos em que Jesus se refere a Si mesmo como o “Filho do Homem”.

Publicada em 1966, a Bíblia de Jerusalém é uma tradução inglesa da Bíblia católica. Além dos 66 livros da Bíblia Protestante, inclui sete livros adicionais considerados livros extrabíblicos fora da Igreja Católica.

Ao contrário da Vulgata Latina, a Bíblia de Jerusalém foi baseada nos textos originais em hebraico e grego quando sua primeira edição foi publicada em francês em 1956 e continua a fazê-lo.

Javier Gogeaskoetxea, diretor administrativo da editora Desclée De Brouwer, disse à Catholic News Agency que a mudança foi precipitada pela “fidelidade ao texto original” e não por qualquer pressão ou tendência social.

De acordo com Gogeaskoetxea, a decisão veio da Escola Bíblica e Arqueológica de Jerusalém e não da editora. A escola está ligada aos dominicanos, uma ordem da Igreja Católica.

“Se eu colocasse ‘homem'”, disse ele, “faltaria de fidelidade ao texto original porque a palavra grega não é homem nem mulher.

“Entendo que há uma tentativa de ‘polemizar’ atribuindo uma linguagem ‘inclusiva’ à tradução. Mas nada está mais longe da realidade, o motivo é a fidelidade ao texto original”, acrescentou.

Gogeaskoetxea disse que o texto original grego não inclui gênero para “antropos”, então a tradução também deve refletir a falta de gênero com “pessoa ou ser humano”.

Um padre espanhol foi ao Twitter para refutar a nova tradução.

O padre Jesús Silva, cuja biografia diz “escritor padre” e graduado em Teologia Patrística, disse que a “tradução como ‘povo’ tem seus problemas”.

“A que pessoas Jesus estava se referindo: humano, angelical ou divino? Bem, no texto assim traduzido, não está excluído que Jesus esteja chamando os discípulos para evangelizar os anjos ou o próprio Deus”, escreveu Silva.

Silva disse que já que “pessoas humanas” é um termo relativamente vago. Assim, para “evitar mal-entendidos que ocorrem com palavras como ‘pessoa’, ‘ser humano’ ou ‘homem terráqueo’, e adotando o princípio da economia da linguagem, poderíamos traduzir a palavra ‘antropos’ por ‘homem’, que inclui todas as dos anteriores.”

Outro padre, Pe. Antonio Maria Domenech Guillén, da Diocese de Cuenca, pareceu concordar com a avaliação de Silva.

Guillén escreveu: “Não me parece certo, mas acho que tem a importância que damos. Se lermos a Sagrada Escritura todos os dias, teríamos percebido há muito tempo que a tradução da Bíblia de Jerusalém não é a melhor opção.”

Depois que sua tradução em inglês foi completamente atualizada em 1985, a Bíblia de Jerusalém – agora conhecida como a Nova Bíblia de Jerusalém – tornou-se a Bíblia católica romana mais usada fora dos EUA.

Folha Gospel com informações de The Christian Post

Projeto que veda ridicularização de religiões avança em Santa Catarina

Assembleia Legislativa de Santa Catarina
Assembleia Legislativa de Santa Catarina

Foi aprovado, nesta terça (17), pela Comissão de Educação de Santa Catarina, o Projeto de Lei que proíbe o desprezo de dogmas e crenças relativas a qualquer religião. O estado pode ser o primeiro a vedar a ridicularização religiosa no país. O PL é de autoria da deputada Ana Campagnolo e prevê uma multa de até R$ 500 mil por descumprimento da Lei.

O projeto veda qualquer desrespeito praticado sob a forma de sátira, ridicularização e menosprezo. O PL original também proíbe a liberação de verbas públicas para a contratação ou financiamento de eventos como desfiles carnavalescos, espetáculos, passeatas e marchas que praticam a intolerância religiosa.

Originalmente o documento se referia somente à religião cristã, porém a emenda apresentada pelo deputado Dr. Vicente Caropreso proíbe a satirização de qualquer religião existente no Estado. De acordo com o parlamentar, a ideia é que o substitutivo englobe não apenas a fé cristã, mas todas as correntes religiosas, como forma de combater o fanatismo religioso.

“Estamos vivendo um momento em que há uma falta de habilidade ou vontade em reconhecer e respeitar diferenças ou crenças religiosas de terceiros. Não se pode tolerar que a fé seja desrespeitada sem sofrer qualquer punição”, diz.

A iniciativa prevê uma multa de R$ 5 mil a R$ 500 mil para quem descumprir a norma, bem como a impossibilidade de realizar eventos que dependam de autorização do poder público Estadual ou de seus órgãos, pelo prazo de cinco anos.

O texto segue para a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) e ainda deve ser analisado pela Comissão de Direitos Humanos antes de ir ao plenário.

Fonte: Sul inFoco

Câmaras Municipais de Londrina e Porto Alegre aprovam proibição da linguagem neutra

Sala de aula com frase de linguagem neutra escrita no quadro (Foto: Montagem/FolhaGospel)
Sala de aula com frase de linguagem neutra escrita no quadro (Foto: Montagem/FolhaGospel)

A Câmara Municipal de Londrina (PR) aprovou em primeiro turno, no dia 10 de maio, projeto de lei que proíbe o uso da linguagem neutra em instituições de ensino e bancadas examinadoras de seleções e concursos públicos. O projeto vai a votação em segundo turno e, se aprovado, segue para sanção do prefeito.

O projeto de lei foi apresentado pela vereadora Jessicão (PP) e teve 13 votos favoráveis, dois contrários e uma abstenção. Pela proposta, a violação da lei por instituições públicas acarretará sanções não especificadas aos servidores públicos. Já em instituições privadas, o descumprimento da lei pode gerar advertência e suspensão do alvará de funcionamento do estabelecimento.

A linguagem neutra é defendida por ativistas da ideologia de gênero e estabelece o uso de expressões que não sejam no masculino nem no feminino. Os artigos “a” e “o” são substituídos, por exemplo, por letras como “e” ou “x”, para expressar o que classificam como gênero neutro ou não-binário. Assim, palavras como “todos” e “todas” são escritas “todes” ou “todxs”, “menino” ou “menina” passam a ser escritos como “menine” etc.

“Esse é meu primeiro projeto protocolado como vereadora, por entender a extrema necessidade de proteger a língua portuguesa e a cabeça das nossas crianças”, disse a vereadora. Segundo ela, o uso da linguagem neutra também dificulta a compreensão de textos por deficientes visuais que utilizam softwares de leitura e por pessoas com dislexia, que apresentam dificuldades na leitura e na escrita.

Durante a tramitação, a Comissão de Justiça, Legislação e Redação da Câmara Municipal solicitou manifestação da Secretaria Municipal de Educação (SME), da Secretaria Municipal de Governo (SMG) e do Conselho Municipal de Educação de Londrina (CMEL) sobre o projeto.

A SME declarou que “não faz uso da ‘linguagem neutra’ em documentos de orientação, na produção de materiais didático-pedagógicos e organizadores curriculares, utilizando-se apenas das formas de flexão de gênero propostas pela norma culta da Língua Portuguesa”.

O CMEL se manifestou contra e alegou que o projeto “contraria princípios constitucionais que regem a educação e outros contidos na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional”. Disse ainda que o projeto “pretende sobrepor-se a mecanismos vigentes de controle e regulamentação do sistema de ensino público e privado do município”.

A assessoria jurídica da Câmara de Londrina considerou a proposta inconstitucional, por tratar de bases nacionais da educação e por impor limitações ao idioma nacional oficial, matérias que seriam de competência privativa da União. O parecer jurídico também disse haver inconstitucionalidade no projeto ao coibir o uso de linguagem neutra em concursos públicos municipais, pois a definição do regime jurídico dos servidores e a forma de provimento dos cargos seria competência do prefeito.

Porto Alegre também veta linguagem neutra

No início de maio, a Câmara Municipal de Porto Alegre (RS) também aprovou um projeto de lei que veta o uso de linguagem neutra nas escolas da cidade e na administração municipal. O projeto foi aprovado por 20 votos a 11. O texto aguarda sanção do prefeito.

O texto afirma que o projeto “garante aos estudantes do município de Porto Alegre o direito ao aprendizado da língua portuguesa de acordo com as normas e orientações legais de ensino estabelecidas com base nas orientações nacionais acerca de educação, nos termos da Lei Federal nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, e alterações posteriores, pelo Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa (VOLP) e pela gramática elaborada nos termos da reforma ortográfica ratificada pela Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)”, Além disso, “obriga o uso da língua portuguesa nos mesmos termos em toda a comunicação externa e com a população em geral realizada por parte da administração pública municipal, direta e indireta”.

A proposta é de autoria das vereadoras Fernanda Barth (PSC), Comandante Nádia (PP) e Psicóloga Tanise Sabino (PTB) e dos vereadores Alexandre Bobadra (PL), Ramiro Rosário (PSDB), Jessé Sangalli (Cidadania) e Hamilton Sossmeier (PTB). Eles afirmaram que “o uso da linguagem ‘neutra’ prejudica inúmeras pessoas com problemas de dislexia ou problemas visuais”. “Da mesma forma, traz graves dificuldades ao processo de alfabetização, já que a noção de concordância, essencial ao nosso idioma, fica prejudicada”, disseram.

Fonte: ACI Digital

Aprovada pena maior para injúria racial em eventos e práticas religiosas

Senado Federal
Senado Federal

O crime de injúria racial terá penas aumentadas quando for praticado em eventos religiosos. O Plenário do Senado aprovou, nesta quarta-feira (18), projeto de lei com esse objetivo (PL 4.566/2021), que volta para a Câmara dos Deputados.

O texto eleva a pena para 2 a 5 anos de reclusão nas situações que especifica. Atualmente, o Código Penal estipula a pena de 1 a 3 anos de reclusão para a injúria com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião e origem.

Originalmente, o projeto tratava da injúria racial em locais públicos ou privados de uso coletivo. O relator no Senado, Paulo Paim (PT-RS), acrescentou dispositivos deixando explícitos alguns casos de aplicação da nova regra. As mudanças feitas pelos senadores precisam agora ser confirmadas pelos deputados.

A nova pena valerá para os casos de injúria no contexto de atividades religiosas e também esportivas, artísticas ou culturais. Além da detenção, o condenado será proibido de frequentar os locais destinados a eventos esportivos e culturais por três anos.

Poderá haver acréscimo adicional de um terço à metade da pena quando a injúria tiver objetivo de “descontração, diversão ou recreação”, ou então quando for praticada por funcionário público no exercício da função.

O projeto também prevê aplicação da pena para injúria para quem agir com violência contra manifestações e práticas religiosas. Na versão de Paulo Paim, essa medida se dirigia unicamente às religiões de matriz africana. A pedido do senador Carlos Viana (PL-MG), ele alterou o texto para que fossem cobertas todas as religiões.

Paim justificou a expansão do projeto, argumentando que eles conferem “mais efetividade” ao texto discutido e consolidam práticas que, segundo ele, já se mostraram positivas.

— O Brasil e o mundo têm testemunhado cenas de hostilização de atletas com inferiorização expressada por palavras, cantos, gestos, remessas de objetos sugestivos. Ocorrências semelhantes também se repetem em espetáculos culturais, artísticos e religiosos. A proibição de frequência [aos locais de eventos] tem apresentado bons resultados na experiência de alguns juizados especiais criminais, inclusive aqueles instalados nos próprios estádios.

O projeto ainda orienta os juízes a considerar como discriminatórias as atitudes que causarem “constrangimento, humilhação, vergonha, medo ou exposição indevida” à vítima, e que não seriam dispensadas a outros grupos em razão da cor, etnia, religião ou procedência.

O senador Alvaro Dias (Podemos-PR) presidiu a aprovação do texto e considerou-a um “avanço histórico”.

— O racismo repugnante, deplorável, que se repete em nosso país com uma insistência injustificável, deve ser combatido por todos os brasileiros de bem. O Senado Federal repudia o racismo. Nós não podemos afirmar que vivemos numa nação civilizada enquanto suportarmos a tragédia do racismo em nosso país.

Fonte: Agência Senado

Cristãos acusam policial de destruir igreja na Índia

Igreja queimada na Índia
Igreja queimada na Índia

Após meses de apelos às autoridades na Índia central, os cristãos ainda aguardam ação contra um policial que supostamente incendiou um prédio da igreja e os ameaçou com acusações falsas se continuassem adorando, disseram fontes.

Na vila de Kistaram, no estado de Chhattisgarh, distrito de Konta, o subinspetor Bhavesh Shende interrompeu, no dia 3 de fevereiro, o culto doméstico na propriedade de um cristão tribal, Kadti Gurva, disse aos cristãos que não se reunissem para o culto e ameaçou acusá-los de serem comunistas rebeldes “naxalitas”, de acordo com Gurva e outro cristão.

“Shende disse que não gosta de nossas orações, e que devemos parar de orar imediatamente, e se não obedecermos, ele nos registrará sob um falso caso de sermos naxalitas”, afirmam Gurva e Turram Kanna em seus escritos ao Fórum Cristão de Chhattisgarh.

Shende, na noite de 4 de fevereiro, convocou Kanna e Gurva para a delegacia de Kistaram e ordenou que eles queimassem o prédio da igreja, disseram eles.

“Nós nos recusamos a queimar a igreja”, eles afirmam em sua reclamação. “E quando nos recusamos a fazer algo desse tipo, ele nos abusou em linguagem suja e ameaçou nos matar. Ele disse que nos registraria falsamente sob a Lei Naxalita e nos mandaria para a prisão.”

Shende convocou-os no dia seguinte e disse-lhes que havia iniciado o incêndio da estrutura da igreja, disseram eles.

“Ele nos disse que incendiou nosso local de culto e nos avisou que não devemos fazer tal coisa novamente [reunião para oração / adoração], ou então ele nos prenderá e nos enviará para a prisão”, afirmou a queixa.

Depois de muitas tentativas do Fórum Cristão de Chhattisgarh para que as autoridades registrassem a queixa, na última semana de abril, funcionários da delegacia de Kistaram finalmente obtiveram declarações dos dois cristãos e testemunhas contra o policial. Embora nenhuma ação tenha sido relatada, o presidente do fórum, Arun Pannalal, permaneceu esperançoso.

“Estou certo de que as autoridades superiores tomarão medidas contra o oficial e em breve veremos um resultado”, disse Pannalal ao Morning Star News.

As tentativas do Morning Star News de chegar a Shende não tiveram sucesso. Embora os líderes locais tenham dito que ele havia sido transferido para outra delegacia, Shende ainda estava no comando da delegacia de Kistaram, de acordo com um funcionário da sala de controle da polícia de Konta.

LUTE PARA SER OUVIDO

Pannalal e líderes da igreja visitaram o Diretor Geral de Polícia de Chhattisgarh e apresentaram um memorando em 7 de fevereiro solicitando um inquérito e demissão de Shende por iniciar o incêndio da igreja. Eles apresentaram depoimentos de Kanna e Gurva.

A equipe também apresentou uma denúncia à Comissão de Direitos Humanos.

“Nossa denúncia na Comissão de Direitos Humanos foi registrada e eles instauraram um inquérito”, disse Pannalal.

Eles também apresentaram uma queixa à Comissão de Minorias.

“Embora nos tenham assegurado a ação, nenhum inquérito foi instaurado ainda”, disse Pannalal.

Com a polícia de Kistaram agora chamando testemunhas, sob ordens de oficiais superiores da polícia, para registrar suas declarações, Pannalal disse ter certeza de que medidas seriam tomadas contra Shende. Inicialmente, o próprio Shende deveria obter suas declarações antes que o Fórum Cristão de Chhattisgarh interviesse novamente, levando à provisão de outros oficiais para lidar com a missão.

RECONSTRUINDO

Antes da construção do local de culto em Kistaram em agosto de 2021, as 90 pessoas que frequentavam a igreja viajavam de áreas a até 50 quilômetros de distância para os cultos.

Climas extremos muitas vezes dificultavam a viagem, disse o pastor sênior Vuika Kannaiah.

“Viajar com crianças pequenas e idosos na família na estação chuvosa e no inverno extremo foi um desafio para eles”, disse o pastor Kannaiah ao Morning Star News.

Depois que o prédio de culto foi incendiado em 5 de fevereiro, a igreja reconstruiu seu prédio, com uma cerimônia de inauguração em 30 de abril.

RADICALIZAÇÃO DOS OFICIAIS SUPERIORES

Pannalal disse que, como os altos funcionários se radicalizaram por hindus radicais, obter justiça tem sido difícil.

“O governo está de mãos dadas com os perpetradores da violência”, disse ele. “A polícia em Chhattisgarh também foi açafrão [cor simbólica do nacionalismo hindu]. Como o governo não está tomando as medidas adequadas, eles [os autores] são incentivados a perseguir os cristãos”.

Pannalal disse que há dezenas de casos em que “a camada superior de funcionários” no estado de Chhattisgarh foi radicalizada para atender aos extremistas hindus.

“Se os fundamentalistas nos atacarem, não temos queixas porque são pessoas mal orientadas – um criminoso fará o seu crime. Essa não é a parte em que estamos perturbados”, disse ele. “Ficamos perturbados quando a lei não segue seu curso. Estamos incomodados quando os órgãos constitucionais como a polícia, a administração, o cobrador não estão tomando nenhuma ação contra os perpetradores. Esta é a parte mais preocupante do governo hoje em Chhattisgarh.”

O tom hostil do governo da Aliança Democrática Nacional, liderado pelo partido nacionalista hindu Bharatiya Janata, contra não-hindus, encorajou extremistas hindus em várias partes do país a atacar cristãos desde que o primeiro-ministro Narendra Modi assumiu o poder em maio de 2014, os direitos religiosos dizem os defensores.

A Índia ficou em 10º lugar na Lista Mundial da Perseguição de 2022 da organização Portas Abertas que mostra os países onde é mais difícil ser cristão, como era em 2021. O país era o 31º em 2013, mas sua posição piorou depois que Modi chegou ao poder.

Folha Gospel com informações de Christian Headlines

5º Deezer Gospel Day: confira os vencedores

5º Deezer Gospel Day premiou os destaques da música gospel em 2021
5º Deezer Gospel Day premiou os destaques da música gospel em 2021

Pioneira em reconhecer a grandeza e a importância da música cristã para o cenário nacional, a Deezer realizou nesta quarta-feira (18) a 5ª edição do Deezer Gospel Day, marcada pelo retorno do formato presencial do evento. 

A cerimônia contou com a presença de diversos nomes de prestígio para botar todo mundo para soltar a voz e se emocionar, como Gabriela Gomes, Felipe Araújo, Daniela Araújo e Clóvis que se juntaram para apresentar um medley do projeto “Conexão Gospel”. Também participaram do evento o ícone da música gospel nacional, Aline Barros, que performou “Imensurável” e “Sol da Justiça”; o novo fenômeno Jessé Aguiar, com o hit “Alívio”, entre outros, como Marcelo Markes, Théo Rúbia e Fernandinho. Além disso, foram revelados os vencedores de todas as categorias da premiação, que reconhece artistas e canções que hitaram no universo gospel em 2021. 

“A música gospel fala essencialmente de algo comum a todos nós, o amor. E esse é um sentimento universal, independente de qual seja a religião ou o gosto musical de cada um. O Deezer Gospel Day é um grande encontro e também um momento de reconhecimento dos artistas que têm se juntado a nós na jornada de levar canções de conforto e esperança aos ouvidos e corações de cada vez mais pessoas”, comenta Lincoln Baena, editor de música gospel da Deezer.

Lincoln Baena também recebeu homenagem. Ele é o responsável pelos projetos de sucesso desenvolvidos pela Deezer, que são voltados para o fortalecimento e a divulgação da música gospel no Brasil e no exterior. “Sempre peço a Deus para agregar, e não para separar, que eu não seja motivo de escândalo. Que eu tenha boas ideias, o olhar e as palavras certas. Nosso objetivo é que a nossa música seja valorizada, respeitada e reconhecida como arte”.

O grande destaque deste ano foi Jessé Aguiar, o campeão de quatro categorias. Favorito da galera na votação popular, o goiano conquistou os prêmios de Artista Revelação e Música do Ano pela faixa “Alívio”, composição que também foi a Top Música do Ano na plataforma. E o sucesso no streaming não para por aí! A boa performance do cantor na Deezer durante 2021 ainda rendeu a vitória na categoria Revelação.

Com mais de 430 mil votos computados no total da votação popular, quase o dobro do ano passado, os demais vencedores foram: Theo Rubia (Cantor), Aline Barros (Cantora), Canção e Louvor (Dupla/Banda/Ministério) e Um Refrão Para Sua Alma (Música Feat/Collab), composição de Leandro Borges e Julia Vitória.

Seguindo com as outras categorias, Fernandinho ficou em primeiro lugar entre os artistas mais ouvidos, repetindo o título da edição do ano passado. O pódio também se manteve igual, com Gabriela Rocha na segunda colocação, seguida por Aline Barros. 

Já na categoria Top Deezer Originals, duas faixas foram celebradas: a versão de “Deus tem um Plano” regravada por Wesley, Clóvis e Casa Worship; e “Uma Nova História” versão exclusiva feita pelo americano Marcos Witt em parceria com Fernandinho. Ambas as músicas são resultado dos projetos exclusivos Deezer: Conexão Gospel e Passaporte Gospel, respectivamente. O critério de desempate para escolha dos finalistas foi o volume de execução de streams na Deezer durante o último ano.

“É inexplicável poder voltar aos eventos presenciais e realizar um encontro dessa magnitude que é o Gospel Day. A indústria da música estava em peso nessa noite para celebrar os resultados desse projeto que já completou 5 anos. A Deezer acredita na diversidade e sabemos da importância da música gospel no Brasil. Que venham mais projetos para agregar a tudo que temos feito”, finaliza Pedro Kurtz, diretor de conteúdo da Deezer

A premiação também enalteceu Fernandinho pelo sucesso do projeto Deezer Passport, em que gravou em parceria inédita com Marcos Witt, um medley das canções “Dios Ha Sido Fiel” e “Uma Nova História”. O projeto Conexão Gospel também foi celebrado por ser um dos mais ouvidos da Deezer. Nele, artistas de diferentes estilos fazem parcerias inéditas.

Sobre a Deezer

A Deezer conecta fãs de música em todo o mundo com mais de 90 milhões de faixas, bem como rádio ao vivo e podcasts. Deezer está disponível em mais de 180 países pelo mundo e é o único serviço de streaming de música com Flow, uma trilha sonora personalizada com suas músicas mais queridas e novas recomendações baseadas em dados algoritmos e nas sugestões dos nossos editores de música. Baseado em um algoritmo proprietário intuitivo e criado por pessoas que amam música, é o único lugar para ouvir as suas músicas em uma trilha sonora ilimitada com novas descobertas sob medida para você. Deezer está disponível no seu dispositivo preferido, incluindo smartphone, tablet, PC, laptop, sistema de home sound, sistema de áudio multimídia em carros, Smart TV ou console de videogames.

Fazendo a música acontecer desde 2007, a Deezer é uma empresa de capital fechado, com sede em Paris e escritórios em São Paulo, Londres, Berlim, Miami, Dubai e em outros lugares do mundo. Deezer está disponível com download gratuito para iPhone, iPad, Android e Windows ou na web.

Veja, abaixo, os vencedores de cada categoria

Cantor – Theo Rubia
Cantora – Aline Barros
Revelação – Jessé Aguiar
Banda/Dupla/Grupo – Canção e Louvor
Feat/Collab – Leonardo Borges e Júlia Vitória – “Um Refrão Para Sua Alma”
Música – “Alívio” – Jessé Aguiar

Assista:

Fonte: Comunhão e Deezer

Ads
- Publicidade -
-Publicidade-