O primeiro-ministro da Grã-Bretanha, Tony Blair, se reunirá no sábado com o Papa Bento XVI no Vaticano para preparar sua conversão ao catolicismo, informa nesta sexta-feira a imprensa local.

O jornal britânico “The Guardian” citou fontes, que não identificou, em Londres e Roma dizendo que Blair, que é anglicano, decidiu pedir sua admissão na Igreja Católica.

Blair deixará o cargo de primeiro-ministro na próxima quarta-feira e entregará o governo ao ministro das Finanças, Gordon Brown.

O porta-voz de Blair e uma fonte do Vaticano disseram que Blair planeja viajar no sábado para Roma. O porta-voz do líder britânico, que participa de uma reunião da União Européia em Bruxelas, se negou a fazer comentários sobre as notícias do “Guardian” e “Daily Telegraph” sobre a intenção de Blair de se converter ao catolicismo.

“The Guardian” destacou que não estava decidido ainda o momento em que Blair fará o anúncio, que não se produziria em Roma e que poderia ocorrer tanto antes como depois de abandonar o governo britânico.

O jornal citou fontes informadas dizendo que Blair havia sido preparado para a conversão por um capelão da Força Aérea Real, que tem celebrado missa privada para a família do primeiro-ministro nos últimos quatro anos.

O “The Telegraph” disse que Blair iniciaria os passos formais para se tornar católico imediatamente após entregar o governo a Brown.

Cherie, a esposa de Blair, e seus quatro filhos são católicos e durante muito tempo se especulou que o primeiro-ministro Tony Blair poderia se converter a esta religião quando ao abandonasse o cargo.

Fonte: O Globo Online