O arcebispo sul-africano Desmond Tutu pediu à comunidade internacional que intervenha no Zimbábue, inclusive mediante o recurso de uma força de paz da ONU.

Tutu encorajou os líderes da União Africana que se reúnam a partir desta segunda-feira na localidade egípcia de Sharm el-Sheikh para declarar “ilegítimo” o regime de Mugabe.

“Se houvesse (ali) uma voz unânime, que dissesse claramente a (Robert) Mugabe… O senhor é ilegítimo e não vamos reconhecer sua administração de nenhuma maneira, acho que seria um sinal muito forte, que fortaleceria a comunidade internacional”, declarou Tutu à “BBC”.

O arcebispo sul-africano invocou “a doutrina da necessidade de proteger” uma população ameaçada e comemorou o voto unânime sobre o Zimbábue no Conselho de Segurança da ONU.

Fonte: EFE