Pelo menos um milhão de turcos foram às ruas da cidade de Izmir, a terceira maior cidade da Turquia, neste domingo para protestar contra qualquer plano que ponha em risco o laicismo no país.

A passeata foi a maior já vista desde que o partido AK indicou o ministro do Exterior, Abdullah Gul, como candidato à presidência da Turquia.

Muitos turcos temem que Gul tenha um programa político islamista, embora ele tenha rebatido as acusações, antes de desistir da candidatura.

As eleições parlamentares que estavam previstas para novembro, agora devem acontecer em julho.

O AK – que tem origens no islamismo político – alega que eleições gerais vão apenas comprovar que o partido tem amplo apoio popular.

O governo também aprovou uma reforma constitucional que permitiria eleições diretas para presidente.

AK na ponta

A correspondente da BBC em Istambul, Sarah Rainsford, afirma que um provável candidato do partido AK venceria qualquer eleição presidencial.

A manifestação em Izmir foi a quarta passeata popular a favor da república laica em quatro semanas.

Prédios e ruas da cidade foram cobertos por bandeiras e retratos de Kemal Ataturk, o fundador da república turca.

No porto de Izmir, barcos com bandeiras turcas também se juntaram à manifestação.

A principal palavra de ordem, novamente, foi de que a Turquia é laica e deve permanecer laica, segundo a correspondente da BBC.

O Exército, que se vê como guardião do laicismo na Turquia, também já demonstrou ser contrário às medidas propostas pelo AK.

Fonte: BBC Brasil