Presidente dos Estados Unidos disse estar ‘muito impressionado com os pronunciamentos’ do papa Francisco.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta quarta-feira estar “muito impressionado com os pronunciamentos” do papa Francisco, por sua “humildade, empatia com os pobres” e por respaldar o que diz com os próprios atos.

Em uma entrevista ao canal econômico “CNBC”, o presidente americano disse que essa impressão não se deve “a nenhum assunto em particular, mas por parecer uma pessoa que celebra as doutrinas de Cristo, de incrível humildade, sentido de empatia com os pobres”.

“Acho que primeiro e principalmente pensa em acolher ao povo e não em repeli-lo, procura o que é bom nelas, em lugar de condená-las”, indicou Obama.

O presidente indicou que seus seis meses de Pontificado se caracterizam por um espírito de “amor e unidade, que se manifesta não só no que diz, mas no que faz”.

Desde sua eleição em março deste ano, o papa Francisco realizou declarações a favor de uma maior aproximação da Igreja Católica com os pobres e desfavorecidos, ao mesmo tempo que adotou uma postura mais tolerante sobre homossexualidade e o papel da mulher na igreja.

Francisco disse durante o voo de volta do Rio de Janeiro a Roma depois da Jornada Mundial da Juventude, em julho: “Se uma pessoa é gay, mas procura a Deus e tem boa vontade quem sou eu para julgá-la?”.

Para Francisco, a Igreja não pode insistir sempre e somente em questões como o aborto, o casamento homossexual e o uso de anticoncepcionais. “A opinião da Igreja já conhecemos, mas não é necessário falar disso sem cessar”.

[b]Fonte: EFE[/b]