O papa Bento XVI afirmou que após a queda do comunismo “surgiu uma grande sede” de Deus nos países onde este sistema foi implantado.

O líder da Igreja Católica disse isto no discurso que pronunciou na última sexta em uma visita ao Seminário Maior Romano por ocasião da festa de Nossa Senhora da Graça.

Em seu discurso, o papa afirmou que o sacerdócio é uma “aventura” em um mundo “no qual há tanta oposição à fé e tanta negação da fé”.

“É uma aventura preciosa, já que no profundo do coração há sede de Deus”, declarou Bento XVI. Joseph Ratzinger afirmou que nos últimos dias recebeu no Vaticano os bispos católicos de rito grego da Ucrânia, que lhe contaram que neste país há uma grande sede de Deus.

O líder da Igreja Católica disse que em toda Ucrânia, mas especialmente na parte oriental, os anos de comunismo fizeram com que mais da metade da população se declarasse agnóstica.

No entanto, afirmou o papa, nestas pessoas surgiu “uma sede de Deus, já que vêem que não podem viver desta forma”.

Diante desta situação, sacerdotes têm que ajudar estas pessoas a encontrar Deus, declarou.

“Esta é nossa aventura, é verdade que há muitas complicações e situações imprevisíveis, sofrimentos, etc. Porém, não se deve temer, já que no final Deus é mais forte e nos guia a chegar a esta plenitude da luz”, concluiu Bento XVI.

Fonte: EFE