O papa Bento XVI recebeu nesta quinta-feira, 6, no Vaticano o Patriarca ecumênico de Constantinopla, Bartolomeu I, no terceiro encontro entre os líderes religiosos cristãos.

Bento XVI e Bartolomeu I falaram a sós na Biblioteca privada do papa e compartilharam um momento de prece na capela Urbano VIII do Palácio Apostólico.

Este foi o terceiro encontro entre o Papa e o patriarca. O primeiro ocorreu quando Bento XVI visitou Istambul (Turquia) para a festa de Santo André, (padroeiro da Igreja Ortodoxa),em 2006. O outro encontro aconteceu em outubro do ano passado, quando Bartolomeu I viajou a Nápoles, no sul da Itália.

O patriarca ecumênico já visitou o Vaticano em quatro ocasiões.

As anteriores – em 1995 e em junho e novembro de 2004 – foram durante o Pontificado de João Paulo II.

A “Rádio Vaticano” lembrou que durante a viagem de Bento XVI a Istambul em 2006, o papa e Bartolomeu I assinaram uma declaração conjunta na qual renovaram o compromisso de trabalhar em prol da plena comunhão dos cristãos.

Bento XVI manifestou na ocasião que a Igreja Católica está disposta a fazer “todo o possível para superar os obstáculos” e para buscar junto aos irmãos ortodoxos “meios sempre mais eficazes de colaboração pastoral”.

O Patriarca ecumênico, que veio de Trieste (norte da Itália), onde há três dias foi condecorado Doutor Honoris Causa em Ciências Internacionais e Diplomáticas pela universidade da cidade, está hospedado na Domus Sanctae Marthae, conhecida como Casa Santa Marta, residência onde se alojam os cardeais durante o Conclave.

Bartolomeu I está acompanhado do arcebispo ortodoxo para a Itália e Malta, Athanasios, e do presidente ortodoxo da Comissão mista internacional pelo diálogo entre a Igreja Católica e a Igreja ortodoxa, o arcebispo Ioannis Zizioulas.

Fonte: EFE