Até mesmo os clássicos como as marchas nupciais de Mendelssohn ou de Richard Wagner não são bem-vindas para o religioso.

O bispo de Ratisbona (sul da Alemanha), Gerhard Ludwig Müller, quer que os casamentos sejam celebrados com música adaptada às necessidades da liturgia em vez de sucessos pop ou trilhas sonoras de filmes, e até mesmo compositores clássicos.

“Uma canção, por mais emotiva que seja, como as de Elton John ou Andrea Bocelli, não se adapta à necessidade da liturgia”, escreveu o bispo em um artigo para a revista especializada “Serviço religioso” (“Gottesdienst”) e citado pelo jornal “Süddeutsche Zeitung”.

Em caso de dúvida, os padres podem usar como orientação o livro de cânticos ou a instrução publicada pelo Vaticano em 1967, “Musicam sacram”, recorda.

Mesmo os clássicos como as marchas nupciais de Mendelssohn ou de Richard Wagner não são bem-vindas para o religioso.

“A festa civil do casamento é um bom lugar para este tipo de música, não a cerimônia religiosa”, conclui.

[b]Fonte: Folha Online
[/b]