Um bispo, excomungado da Igreja Católica por ter ordenado bispos alguns padres casados nos Estados Unidos, criticou hoje uma declaração do papa Bento XVI, que disse durante visita aos EUA “é melhor haver bons padres do que muitos padres”.

“Por que Bento XVI não readmite ao ministério tantos padres casados, cerca de 150 mil no mundo, que mesmo com mulheres são sacerdotes para sempre?”, disse o Monsenhor Emmanuel Milingo à agência Ansa.

Segundo o bispo, não existem só padres pedófilos, mas alcoólatras ou com problemas porque não conseguem viver sem uma mulher. Ele acredita que apesar de não terem conseguido cumprir uma das uma das leis do sacerdócio, os padres que se envolveram com mulheres serão sempre sacerdotes.