Os 160 padres militares da Colômbia ampliarão suas tarefas e vão às áreas de conflito, para encorajar e reconfortar as tropas nas frentes de combate, disse em Bogotá o bispo militar Fabio Suescún Mutis.

O bispo disse à imprensa que os padres vão acompanhar os efetivos das Forças Militares e da Polícia Nacional que lutam contra os grupos armados ilegais.

A idéia é a de “animar os soldados a seguir em frente, mostrar que o trabalho deles é muito valioso e importante”, disse Suescún.

Ele abriu em Bogotá um curso de integração e capacitação dos sacerdotes que trabalham nas unidades militares do país.

Fonte: EFE