Os bancos resolveram investir na fé dos cerca de 139,2 milhões de católicos do país. O Bradesco lançou, no início deste ano, o cartão de crédito Solidariedade Católica.

De acordo com o serviço de atendimento do banco, para ter acesso ao cartão, que tem bandeira Visa, é preciso pagar uma anuidade de R$ 60, que pode ser dividida em quatro parcelas.

Já o crédito rotativo é de 10,94% ao mês e, no caso de saques emergenciais, os juros são de 10,95% sobre o valor sacado mais R$ 4,50 por cada operação.

Além disso, o titular do cartão tem que ter renda mínima de R$ 400 e seis meses de carteira assinada. Por outro lado, cerca de 30% da renda arrecadada com anuidades e outras taxas serão encaminhados para a Associação de Solidariedade Justiça e Paz, entidade ligada à Igreja Católica em todo o Brasil.

Eventos patrocinados

Segundo a diretora de marketing da Associação, Sueli Vasconcelos, a verba será usada para patrocinar eventos culturais e sociais de instituições católicas.

– Essas instituições vão apresentar seus projetos. Sendo avaliados e aprovados, receberão verbas para implementação – explicou.

O Cartão Solidariedade Católica, que tem as mesmas funções dos outros do mercado, pode ser adquirido por qualquer pessoa, não sendo necessário ser correntista Bradesco.

Para tanto, é preciso ligar para a central de vendas pelo número 0800-888 87 87 ou acessar o site www.bradescocartoes.com.br .

Fonte: Globo Online