A campanha do senador Barack Obama (foto à esquerda) desqualificou hoje sermões do pastor evangélico, o reverendo Jeremiah Wright, da Trinity United Church, que incluíram duros ataques contra sua rival pela candidatura presidencial democrata, a também senadora Hillary Clinton (foto à direita).

O reverendo Jeremiah Wright anunciou seu apoio a Obama em um sermão pronunciado durante o Natal do ano passado.

“Barack sabe o que significa viver em um país e em uma cultura que são controlados pelos brancos e ricos. Hillary nunca saberia isso”, afirmou o reverendo.

“Hillary nunca ouviu que é negra. As pessoas nunca a definiram como uma ‘não-pessoa'”, indicou Wright, em alusão aos termos depreciativos usados em alguns setores contra a população afro-americana dos Estados Unidos.

“(Obama) de forma reiterada disse que os ataques pessoais como este não têm lugar nesta campanha ou em nossa política, sejam de um palanque num comício ou no púlpito de uma igreja”, disse Bill Burton, porta-voz da campanha do senador por Illinois, segundo a rede de televisão Fox News.

“O senador Obama não pensa no reverendo desta igreja em termos políticos. Há coisas que ele diz que o senador está em total desacordo”, acrescentou.

Em discurso pronunciado em Ohio no final do mês passado, Obama defendeu o ativismo político do pastor em favor dos negros americanos.

“Jeremiah Wright disse algumas coisas que são consideradas controvertidas porque são parte de seu evangelho social”, afirmou Obama, que foi batizado na Trinity United Church, segundo a Fox News.

Fonte: Folha Online