Uma carga roubada de 12 toneladas de tintas e solvente, avaliada em R$ 70 mil, foi encontrada pela polícia cearense dentro de uma igreja evangélica em Fortaleza.

Em depoimento, o pastor João Néris da Silva, de 71 anos, negou envolvimento com o crime. Ele disse ao delegado Romério Almeida que fez apenas um favor a um vizinho e não sabia a origem da carga.

Os produtos foram roubados no dia 31 de janeiro de um caminhão com placas de Pernambuco, na BR-116, na entrada de Fortaleza. Três homens renderam o motorista José Roberto Oliveira. O caminhão foi abandonado na Cidade dos Funcionários, área nobre de Fortaleza e a carga levada para o salão da igreja evangélica.

A polícia tem pista dos assaltantes, que estão foragidos. Um deles é o vizinho do pastor, Francisco de Assis Nogueira Magalhães, que já responde a um processo na Justiça por receptação. Todos os envolvidos vão ser investigados, inclusive o pastor João Néris. Após dizer que foi convencido por Francisco de Assis para guardar a mercadoria ele foi liberado.

O pastor pode ser indiciado por receptação de carga roubada. A pena para este crime é de três a oito anos de prisão, mais multa.

Fonte: JC Online