O apóstolo Estevam e bispa Sonia Hernandes estão processando o hospital Alemão Oswaldo Cruz por Crime de Periclitação da Vida e da Saúde.

O processo visa “reparar” o erro dos médicos na cirurgia feita em seu filho Felippe Daniel Hernandes, o bispo Tid. Felippe que completou 33 anos no ultimo dia 28 de dezembro, está internado no Hospital Albert Einstein há mais de 2 anos.

A periclitação da vida e da saúde é gênero do qual são espécies os crimes de perigo. Nos crimes de perigo o dolo, ao invés de visar lesar uma vitima em particular, busca criar uma situação de perigo. O agente não aceita, nem mesmo eventualmente, o resultado lesivo diverso da criação do perigo, mesmo que tal resultado possa ser previsível para o homem médio. Isto porque sempre será crime subsidiário ao crime de dano propriamente dito. O perigo pode ser concreto ou abstrato, individual ou coletivo, atual, iminente ou futuro.

[b]Motivo da internação
[/b]
Felippe Daniel Hernandes, de 30 anos, sofrera graves complicações durante uma cirurgia complementar ao processo de redução de estômago, conhecida como “cirurgia bariátrica”. Há oito anos, pesando 150 quilos, Felippe, conhecido como o pastor Tid da Renascer, que já havia recebido um duplo transplante de rins, fez a cirurgia bariátrica.
Emagreceu mais de 40 quilos. Voltou a engordar um pouco, mas passava bem até que, meses atrás, começou a ter fortes dores abdominais. Detectou-se uma aderência intestinal, bastante comum em pessoas que reduziram o estômago.

Em 9 de julho de 2009, foi operado para remover o pedaço de intestino obstruído. Horas depois, uma das suturas se rompeu, causando hemorragia interna e uma infecção forte o bastante para provocar edema cerebral. Para preservar o cérebro de maiores danos,ficou mais de 5 meses em coma induzido. Seu estado é considerado muito grave e hoje continua “dormindo”. “Esse tipo de obstrução independe do paciente. Ele pode seguir a dieta direitinho e muitos anos depois da operação desenvolver a aderência”, diz Sidney Klajner, cirurgião do aparelho digestivo do Hospital Albert Einstein..

[b]Fonte: Folha Renascer
[/b]